Varredura diferencial de calorimetria

Calorimetria Exploratória Diferencial [nota 1] é uma técnica na qual a diferença de potência elétrica ou fluxo de calor entre uma amostra e um material de referência é medida em função da temperatura por meio de um calorímetro diferencial, que realiza uma medida exata do calor de transição entre esses materiais. A técnica permite identificar eventos endotérmicos ou exotérmicos ocasionados devido à transições de fase ou reações diversas que sejam capazes de causar variações de calor. Além disso, a Calorimetria Exploratória Diferencial permite ainda identificar transições de segunda ordem, como por exemplo transições vítreas, fenômeno este que pode ocorrer em alguns materiais poliméricos e vítreos.[1] As Tabelas abaixo apresentam fenômenos que podem ser identificados pela técnica de DSC:

Tabela 1. Característica de picos causados por fenômenos físicos em curvas de DSC[1].
Fenômenos

FÍSICOS

Variação de entalpia
Endotérmico Exotérmico
Transição cristalina X X
Fusão X -
Vaporização X -
Sublimação X -
Adsorção X X
Absorção X -
Tabela 2. Característica de picos causados por fenômenos químicos em curvas de DSC[1].
Fenômenos

QUÍMICOS

Variação de entalpia
Endotérmico Exotérmico
Desolvatação X -
Desidratação X -
Degradação oxidativa - X
Oxidação em atmosfera gasosa - X
Redução em atmosfera gasosa X -
Reações de oxidação reação X X

Notas

  1. Outros possíveis sinônimos são análise diferencial de calorimetria, análise térmica diferencial calorimétrica, calorimetria diferencial de varredura e sua variante calorimetria de varredura diferencial.

Referências

  1. a b c IONASHIRO, MASSAO (2014). Giolito Fundamentos de Termogravimetria a Análise Térmica Diferencial/Calorimetria Exploratória Diferencial. São Paulo: VÉSPER. pp. 66 e 67 

BibliografiaEditar

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre Termodinâmica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.