Velha Aliança

A Auld Alliance (em francês: Vieille Alliance; em gaélico escocês: An Seann-chaidreachas, em português: Velha Aliança) foi uma aliança feita em 1295 entre os reinos da Escócia e da França contra a Inglaterra. A palavra escocesa auld, que significa velho, tornou-se um termo parcialmente afetuoso para a associação duradoura entre os dois países. Embora a aliança nunca tenha sido revogada formalmente, alguns consideram que ela terminou com a assinatura do Tratado de Edimburgo em 1560.[1]

Batalha de Neville Cross

A aliança desempenhou um papel significativo nas relações entre a Escócia, a França e a Inglaterra durante aqueles 265 anos. A aliança foi renovada por todos os monarcas franceses e escoceses daquele período, exceto Luís XI.[2] No final do século XIV, a renovação ocorreu independentemente de qualquer reino estar em guerra com a Inglaterra na época.[3]

A aliança começou com o tratado assinado por João Baliol e Filipe, o Justo da França em 1295 contra Eduardo I da Inglaterra. Os termos do tratado estipulavam que se um dos países fosse atacado pela Inglaterra, o outro país invadiria o território inglês. A Batalha de Flodden de 1513, onde os escoceses invadiram a Inglaterra em resposta à campanha inglesa contra a França, foi uma dessas ocasiões. Tomás Randolfo, Conde de Moray, negociou a renovação da aliança em 1326. A aliança desempenhou um papel importante nas Guerras de Independência da Escócia, na Guerra dos Cem Anos, na Guerra da Liga de Cambrai e na Guerra do Cortejo Rude.[4][5]

Referências

  1. Tanner, Roland, "Franco-Scottish Alliance," in The Oxford Companion to British History . Oxford University Press, 2009. pp 390-91
  2. Bonner, Elizabeth (dezembro de 1997). «FRENCH NATURALIZATION OF THE SCOTS IN THE FIFTEENTH AND SIXTEENTH CENTURIES». The Historical Journal (em inglês) (4): 1085–1115. ISSN 1469-5103. doi:10.1017/S0018246X96007066. Consultado em 21 de outubro de 2021 
  3. Bonner, Elizabeth (2002). "Scotland's 'Auld Alliance' with France, 1295-1560". History. 84 (273): 5–30. doi:10.1111/1468-229x.00097
  4. Francisque Michel (1862). Les Ecossais en France, les Français en Écosse (em French). New York Public Library. [S.l.]: Trübner & Cie 
  5. Francisque Michel (1862). Les Ecossais en France, les Français en Écosse (em French). Oxford University. [S.l.]: Trübner & co. 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre política ou um(a) cientista político(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.