Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Apothecas Obscuras.jpg

A Via das Lojas Escuras (em italiano: Via delle Botteghe Oscure) é uma rua de Roma, situada no bairro de Santo Ângelo, que deve seu nome aos numerosos estabelecimentos comerciais e artesanais, sem janelas e, portanto, escuros (Ad Apothecas Obscuras), que durante a Idade Média se instalaram entre as ruínas do Teatro de Balbo.

Seu nome em italiano foi utilizado por uma revista literária semestral, que circulou entre 1948 e 1960, pertencente a Margherita Caetani, princesa de Bassiano, cuja sede ficava nessa rua.[1] Giorgio Bassani foi seu editor, e posteriormente, Eugene Walter.

No segundo pós-guerra, a Via das Lojas Escuras tornou-se notória por sediar o ex-Partido Comunista Italiano, do qual, por metonímia, tornou-se sinônimo.

Ver tambémEditar

Referências