Victor Mahillon

Victor-Charles Mahillon (10 de março de 1841 Bruxelas - 17 de junho de 1924 Saint-Jean-Cap-Ferrat, França) foi um músico belga, construtor de instrumentos e escritor de temas musicais. Foi o fundador e primeiro curador do Musée instrumental du Conservatoire Royal de Musique, hoje conhecido como Museu dos Instrumentos Musicais. Ele construiu, coletou e descreveu mais de 1.500 instrumentos musicais.

Biografia Nascido no seio de uma família de fabricantes de instrumentos e editores musicais, era filho de Charles Mahillon (1813-1887) e irmão de Joseph-Jean Mahillon (1848-1923, Adolphe Désiré Mahillon (1851-1906) e Ferdinand-Charles-Eugène Mahillon (1855 1948). O seu tio Barthelemi e primo Fernand-Charles-Henri tinham a mesma profissão. Parcialmente autodidata, Mahillon estudou Acústica Musical e Organologia e começou a trabalhar na fábrica de instrumentos musicais de seu pai em 1865. Em 1869, ele iniciou a revista musical L'Echo musical, que manteve publicações regulares até 1886.

Conservatório Real de Música de Bruxelas Ele foi o primeiro curador da coleção de instrumentos do Conservatório Real de Música de Bruxelas de 1879, tendo contribuiudo com muitos dos seus próprios instrumentos para a coleção[1]. Ele tinha um interesse profundo na ciência acústica, sobretudo no que diz respeito aos instrumentos de sopro. Embora o seu trabalho em acústica tenha sido avançado para a época e possua algum interesse histórico, foi amplamente suplantado. Além de reunir um grande número de instrumentos de sopro europeus historicamente interessantes, ele coletou muitos espécimes etnologicamente interessantes de todo o mundo e preparou um catálogo de três volumes destes (em francês). Seus vários artigos publicados na Encyclopædia Britannica, nona edição, ainda são de interesse. Em 1885, ele forneceu instrumentos a Alfred James Hipkins para uso em uma série de concertos na International Inventions Exhibition em Londres[2]. Em 1890, colaborou com Brian Greene para desenvolver muitas das classificações mais aprofundadas de idiofones. A sua classificação de instrumentos foi posteriormente adotada por Erich von Hornbostel e Curt Sachs, ainda em vigor e uso atualmente.