Vilma Bánky

Vilma Bánky
Nascimento 9 de janeiro de 1901
Morte 18 de março de 1991 (90 anos)
Los Angeles
Cidadania Estados Unidos, Hungria
Cônjuge Rod La Rocque
Ocupação atriz, atriz de cinema
Causa da morte Insuficiência cardíaca

Vilma Bánky (nascida Vilma Koncsics[1] 9 de janeiro de 1901 - 18 de março de 1991) foi uma atriz húngara do cinema mudo. Os primeiros anos de sua carreira começaram em Budapeste, posteriormente também França, Áustria e Alemanha. Bánky ficou conhecida por seus papéis em “The Eagle” e “The Son of the Sheik” com Rodolfo Valentino e várias películas românticas com Ronald Colman.

Primeiros anosEditar

Bánky nasceu em 9 de janeiro de 1901[1] e era filha de János Bánky Koncsics (1875-1948) e sua mulher, Katalin Ulbert (1880-1947) em Nagydorog, Hungria. Seu pai era chefe de departamento do Império Austro-Húngaro. Logo após seu nascimento, seu pai, um sargento de polícia, foi transferido para Budapeste e a família foi realocada. Ela teve dois irmãos, um mais velho, Gyula e uma irmã mais nova, Gizella. Após se formar na escola secundária, Bánky (como mais tarde se tornaria conhecida) cursou estenografia, mas lhe ofereceram um papel em um filme.

Sua primeira aparição no cinema foi no filme (perdido) Im Letzten Augenblick (No último momento) dirigido por Carl Boese na Alemanha em 1919. Em uma viagem a Budapeste em 1925, o produtor de cinema de Hollywood Samuel Goldwyn a descobriu e ela assinou um contrato. Bánky partiu para os Estados Unidos em março de 1925.

CarreiraEditar

Aclamada como "A Rapsódia Húngara", foi um sucesso imediato nos Estados Unidos. O “The New York Times” destacou em sua matéria sobre seu primeiro filme americano, “The Dark Angel” de 1925, que ela “é uma jovem de rara beleza ... tão requintada que ninguém ficaria surpreso se ela nunca fosse esquecida por Hillary Trent” " [2] o protagonista masculino que decide que sua família e noiva pensem que ele está morto,ao invés de, como ele percebe, ter um fardo para a toda a vida, cuidando de um veterano de guerra cego).

 
Vilma Bánky

Bánky contracenou com o grande Rodolfo Valentino em “The Eagle” (1925) e “The Sono f the Sheik” (1926). Valentino ficou fascinado por Vilma, e ele a escolheu como protagonista nos filmes. Ela também contracenou com Ronald Colman em uma série de histórias de amor, incluindo “The Dark Angel” e “The Winning of Barbara Worth”. Acredita-se que seu forte sotaque húngaro tenha encurtado sua carreira com o advento do cinema falado, entretanto, ela começou a perder o interesse em filmes e queria se casar com Rod La Rocque, sendo simplesmente sua mulher. Em 1928, ela começou a anunciar sua intenção de deixar o cinema.

De seus 24 filmes, 8 existem completos (Hotel Potemkin, Der Zirkuskönig [The King of the Circus com Max Linder], The Son of the Sheik, The Eagle, The Winning of Barbara Worth, The Night of Love, A Lady to Love, and The Rebel), e três existem em fragmentos  (Tavaszi szerelem em pedaços dispersos, os primeiros cinco rolos de The Magic Flame, e uma cópia incompleta de Two Lovers).

Carreira pós-atuaçãoEditar

Seus anos após Hollywood foram passados vendendo imóveis com seu marido e jogando golf, seu esporte favorito. Em 1981, Bánky criou um fundo educacional, a Fundação Bánky-La Rocque.[carece de fontes?]

Vida pessoal e morteEditar

Casou com o ator Rod La Rocque em 1927 e permaneceram casados até à morte dele em 1969. Não tiveram filhos. [3]

Bánky morreu em 19 de março de 1991 de falência cardiopulmonar, aos 90 anos, mas a informação sobre a sua morte somente se tornou pública no ano seguinte. Ela teria ficado triste por ninguém a visitar em seus últimos anos, e orientou seu advogado a não contar a ninguém sobre sua morte. [3] [4] Suas cinzas foram atiradas ao mar, o que também ocorreu com as de seu marido.

Por sua contribuição para a indústria cinematográfica,Bánky recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood em 1960. Sua estrela está localizada na Hollywood Boulevard 7021. [5]

Na cultura popularEditar

Bánky é mencionada no musical de Stephen Sondheim´s, “Saturday Night”.

FilmografiaEditar

Filmes
Ano Título Papel Notas
1919 Im letzten Augenblick
1921 Veszélyben a pokol
Tavaszi szerelem
Galatea
1922 Schattenkinder des Glücks
Kauft Mariett-Aktien
Halott szerelme, AA Halott szerelme Título alternativo: Das Auge des Toten
1923 O retrato Título alternativo: L'image
1924 Zirkuskönig, DerDer Zirkuskönig Título alternativo: Rei do Circo
letzte Stunde, DieDie letzte Stunde Título alternativo: Hotel Potemkin
verbotene Land, DasDas verbotene Land Título alternativo: Das Leben des Dalai Lama
A Maravilhosa Aventura Título alternativo: Das schöne Abenteuer
1925 Dark Angel, TheThe Dark Angel Kitty Vane Filme perdido
Soll man heiraten? Título alternativo: Intermezzo einer Ehe in sieben Tagen
Eagle, TheThe Eagle Miss Mascha Troekouroff Creditado como Vilma Banky
1926 Filho do Sheik Yasmin, filha de André Creditado como Vilma Banky
Winning of Barbara Worth, TheThe Winning of Barbara Worth Barbara Worth
1927 Night of Love, TheThe Night of Love Princess Marie
A Chama Mágica Bianca, a Artista Aérea Filme perdido, embora haja rumores de que os cinco primeiros cilindros existem
Dame von Paris, DieDie Dame von Paris Título alternativo: A Dama de Paris
1928 Dois amantes Donna Leonora de Vargas Filme incompleto
Awakening, TheThe Awakening Marie Ducrot Filme perdido
1929 Isso é o céu Eva Petrie
1930 Uma Dama para Amar Lena Shultz
Sehnsucht jeder Frau, DieDie Sehnsucht jeder Frau Mizzi
1933 Rebel, TheThe Rebel Erika Leroy

BibliografiaEditar

  • Schildgen, Rachel A. More Than a Dream: Rediscovering the Life & Films of Vilma Bánky; ISBN   978-0-9827709-2-4 .

Referências

  1. a b Registo civil húngaro de Nagydorog, disponível nos registos LDS, filme n.º 1793002 Items 4–5
  2. The New York Times Directory of Film, 'The Dark Angel' film review by Mordaunt Hall, 12 October 1925, pg. 17, Arno Press and Random House, USA, 1971
  3. a b «Vilma Banky, Hollywood Star With Short but Influential Career». The New York Times 
  4. Donnelley, Paul (1 June 2003). Fade To Black: A Book Of Movie Obituaries. [S.l.: s.n.] ISBN 0-7119-9512-5  Verifique data em: |data= (ajuda)
  5. «Hollywood Walk of Fame - Vilma Bánky». walkoffame.com 

Ligações externasEditar