Vitsentzos Kornaros

escritor grego

Vitsentzos Kornaros (Siteía, 29 de março de 1553Heraclião, 1616) (em grego: Βιτσέντζος ou Βικέντιος Κορνάρος) ou Vincenzo Cornaro (29 de março de 1553 – 1613/1614) foi um poeta cretense, que escreveu o poema épico romântico Erotokritos. Ele escreveu em dialeto vernáculo cretense (grego cretense),[1] e foi uma figura importante do Renascimento cretense.

Vitsentzos Kornaros
Nascimento 26 de março de 1553
Siteía
Morte 1613 (59–60 anos)
Heraclião
Etnia gregos
Ocupação poeta
Obras destacadas Erotokritos

Vitsentzos Kornaros é considerado o maior de todos os poetas cretenses e uma das figuras mais significativas e influentes em todo o curso da poesia grega. Filho de um aristocrata veneziano-cretense e descendente da nobre família veneziana de Cornaro , nasceu perto de Sitia , Creta, em 1553. Mais tarde, quando se casou, veio morar em Candia (hoje Heraklion), onde ingressou na Accademia dei Stravaganti. Kornaros morreu em 1613 (ou 1614), pouco antes de seus contemporâneos, William Shakespeare e Miguel de Cervantes..

BiografiaEditar

Não existem muitas fontes biográficas sobre Kornaros além dos últimos versos de Erotokritos. Acredita-se que ele nasceu em uma família rica em Trapezonda (Τραπεζόντα), uma vila perto de Sitia, Creta, em 1553, e viveu lá aproximadamente até 1590. Ele então se mudou para Candia (moderna Iraklion), onde seu casamento com Marietta Zenão aconteceu. Juntos, eles tiveram duas filhas chamadas Helen e Katerina.

Em 1591 Kornaros tornou-se administrador e, durante o surto de peste de 1591 a 1593, trabalhou como supervisor sanitário.[2]

Ele mostrou interesse pela literatura e foi membro de um grupo literário chamado Accademia degli Stravaganti (Academia dos Estranhos), fundado por seu irmão e colega escritor Andrea Cornaro, que escrevia em língua italiana.

Ele morreu em Candia, em 1613 (ou 1614), e foi enterrado na igreja de San Francesco. A causa de sua morte permanece desconhecida.[3][4]

Ortografias alternativas de seu primeiro nome incluem Vincenzo, Vitzentzos ou Vikentios.

"Erotokritos" de Kornaros foi uma fonte de inspiração para Dionysios Solomos e influenciou poetas gregos como Kostis Palamas, Krystallis e Seferis.

ReferênciasEditar

  1. «Cretan – Lang Up» (em inglês). Consultado em 14 de fevereiro de 2019 
  2. Mitsi, Efterpi (14 de setembro de 2017). Greece in Early English Travel Writing, 1596–1682 (em inglês). [S.l.]: Springer. ISBN 9783319626123 
  3. D. Holton, Λογοτεχνία και κοινωνία στην Κρήτη της Αναγέννησης "Literature and society in Renaissance Crete" (1991), p. 369
  4. L. Politis, Ιστορία της Νεοελληνικής λογοτεχνίας "History of modern Greek literature", ed. Μ.Ι.Ε.Τ. (National Bank of Greece Cultural Foundation), Athens 1978, p. 78

FontesEditar

  • L. Politis, Ιστορία της Νεοελληνικής λογοτεχνίας "History of modern Greek literature", ed. Μ.Ι.Ε.Τ. (National Bank of Greece Cultural Foundation), Athens 1978, p. 78
  • K. Th. Dimaras, Ιστορία της νεοελληνικής λογοτεχνίας "History of modern Greek literature", ed. Ίκαρος, Athens 1975 (6η έκδοση), p. 81
  • St. Alexiou, «Εισαγωγή» "Introduction" of Βιτσέντζος Κορνάρος, Ερωτόκριτος, ed. Ερμής, Athens 1995, p. ιστ΄ιζ΄