Voeu suprême

Voeu suprème W 386 é uma composição de Cécile Chaminade, com texto de Pierre Reyniel, decicada à cantora lírica Madame Marie Capoy, e publicada por Enoch & Cie. em Paris em 1910.[1]

DescriçãoEditar

A música cria uma atmosfera de sonho que corresponde ao texto, e este é sobre sonhar que há muito tempo estar apaixonado, compartilhar uma casa com um cônjuge que a frequenta por temporadas. Este voto de casamento aqui não é quebrado pela morte, mas sim por abandono.

Chaminade define a cena nos compassos de abertura de acompanhamento onde ambas as mãos estão tocando na clave de sol.[2] A maior parte do acompanhamento consiste em arpejos enquanto a voz canta a melodia. As harmonias dos acordes muitas vezes soam etéreas, solidificando ainda mais o humor dessa peça ainda mais claramente. A forma musical é ABA com algumas alterações na seção A final. As frases geralmente têm dois compassos.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Reyniel, Pierre (1910). Voeu suprême, poésie de Pierre Reyniel, musique de C. Chaminade... Paris: Enoch 
  2. a b Smith, Robin (2012). The Mélodies of Cécile Chaminade (PDF). Indiana: Indiana University