Voo Aviaco 331

Disambig grey.svg Nota: Para o acidente de 2009 em Kingston, Jamaica, veja Voo American Airlines 331.

O Voo Aviaco 331 (AO331) foi um voo operado por um Douglas DC-8 (Matrícula EC-ARA) que na madrugada de 6 de julho de 1972 colidiu-se com o mar, matando assim todos os seus 10 tripulantes.

Voo Aviaco 331
EC-ARA, a aeronave envolvida no acidente
Sumário
Data 6 de Julho de 1972
Causa desconhecido
Origem Aeroporto de Madrid-Barajas, Madrid Flag of Spain.svg Espanha
Destino Aeroporto de Gran Canária, Flag of Spain.svg Espanha
Passageiros 0
Tripulantes 10
Mortos 10 (todos)
Sobreviventes nenhum
Aeronave
Modelo Douglas DC-8
Operador Aviaco
Prefixo EC-ARA
Primeiro voo 1961

AeronaveEditar

A aeronave envolvida no acidente era um Douglas DC-8, matrícula EC-ARA, O seu primeiro voo foi em 1961, com número de série 45617.[1]

AcidenteEditar

Na temporada de verão, a Aviaco alugou alguns aviões à companhia Iberia para poder fazer voos charter. Este avião foi considerado um dos primeiros três aviões a jato que existiu na Espanha, entregado para a Iberia no ano de 1961.[2]

Durante a madrugada de 6 de julho de 1972, o avião operava o voo Aviaco AO331, que consistia num voo de posição, ou ferry em inglês, de Madrid até o Aeroporto das Palmas, sem passageiros e com uma tripulação de 10 pessoas.

Este voo realizava-se para que a Aviaco pudesse começar as operações em Las Palmas com um voo programado ao dia seguinte à cidade alemã de Hamburgo.[2][3]

Quando se iniciava a aproximação do aeroporto, sobre a 01:50 da madrugada, o avião estava a 2500 pés de altitude e 22 quilómetros ao nordeste de Gando, na Espanha, quando se chocou-se no mar por causas desconhecidas.[4][5] Às 9:10 da manhã do mesmo dia, os serviços de busca e salvamento do Ministério de Aire encontraram os destroços do avião, a uma profundidade a mais de 1500 metros. A caixa negra do avião nunca foi recuperada.[6][2]

Os 10 tripulantes a bordo que viajavam no avião faleceram.[7][4][8]

CausasEditar

As causas oficiais da tragédia não foram determinadas, já que a caixa negra do avião não foi encontrada devido à dificuldade para acessar o local do acidente, onde ficaram os restos da aeronave depois de afundarem no fundo do mar.[9][2]

Em um dos jornais que publicou a notícia do acidente, aparecem as palavras de uma testemunha que presenciou o acidente e que informou que o avião caiu a uma grande velocidade contra o mar.[6]

A caixa negra, são em realidade dois dispositivos, um encarregado de gravar as conversas da cabine e o outro de registar os parâmetros de voo e geralmente são essenciais para poder determinar o motivo de um acidente aéreo. As companhias aéreas são obrigadas a instalarem-o desde os anos 60.[10]

Referências

  1. Ranter, Harro. «Descripción del Accidente ASN 06 JUL 1972 Douglas DC-8-52 EC-ARA - Arinaga, Las Palmas, Canary Islands». aviation-safety.net (em espanhol). Consultado em 17 de agosto de 2021 
  2. a b c d El Comercio (16 de julho de 2011). «'Velázquez' reposa a 2.000 metros de profundidad». Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  3. La Vanguardia (7 de julho de 1972). «La Vanguardia, edición del 07 de julho de 1972, página 9». Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  4. a b La Vanguardia (7 julho de 1972). «La Vanguardia, edición del 07 julio de 1972, página 9». Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  5. Aviation Safety Network. «Aviation Safety Network» (em inglés). Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  6. a b La Vanguardia (7 de julho de 1972). «La Vanguardia, edición del 07 julio de 1972, página 9». Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  7. El Diario (20 de agosto de 2008). «Canarias, unas islas golpeadas por las tragedias aéreas». Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  8. La Voz de Lanzarote (20 de agosto de 2008). «Canarias, golpeada por las tragedias aéreas». Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  9. Bureau of Aircraft Accidents Archives. «Crash of a douglas dc-8-52 off las palmas: 10 killed» (em inglés). Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  10. El País (26 de março de 2015). «¿Cómo funcionan las cajas negras?». Consultado em 23 de janeiro de 2021