Vorkuta (em russo: Воркута́ , transl. Vorkutá; em komi: Вӧркута, transl. Vörkuta; literalmente, em nenets, "lugar repleto de ursos") é uma cidade minerária (de carvão mineral) da Rússia, localizada na República Autônoma dos Komi, logo ao norte do círculo polar ártico. Pelo censo de 2002 a cidade tinha 84.917 habitantes. Quando o trabalho começou a escassear, e com a cidade a atingir em certas alturas temperaturas de cerca de -50ºC, os seus habitantes começaram a abandonar o local.

Vorkuta
Vista típica de uma área residencial de Vorkuta. Inverno de 2007.
Vista típica de uma área residencial de Vorkuta. Inverno de 2007.
País  Rússia
Divisão federeral República Autônoma dos Komi
População  
  Cidade (2010) 70.548
Website: www.vorcuta.ru/

São poucos os que ainda resistem e que por esta altura se identificam apenas pelas janelas com luzes acesas. Segundo o Mirror, durante o verão, há trabalhadores migrantes que regressam à cidade, mas que com a chegada do inverno, acabam por abandonar aquela que é considerada a cidade mais fria da Europa.

Hoje, Vorkuta é, assim, uma cidade fantasma, vestida de branco.

HistóriaEditar

Ele teve sua origem em 1932 quando o regime soviético abriu um dos mais notórios campos de trabalho forçado do Gulag.[1] Em 1941, Vorkuta e o sistema de campos de trabalho em torno dele foram conectados ao resto do mundo por uma estrada de ferro ligando os campos de prisioneiros de Konosha e Kotlas com o de Inta. Estatuto da cidade foi concedida a Vorkuta 26 de novembro de 1943. Foi o maior centro de acampamentos do Gulag na Rússia européia e serviu como o centro administrativo para um grande número de campos e sub-campos menores.[1]

GeminaçõesEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Anne Applebaum (2003). «24». "Gulag – A History". Londres: Penguin Books Ltd. p. 438-443. ISBN 13:978-0-14-028310-5 Verifique |isbn= (ajuda) 
  2. http://inserbia.info/today/2013/04/world-sister-cities-day/


  Este artigo sobre Geografia da Rússia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.