Vulcabras-Azaleia

A Vulcabras (B3VULC3) é uma empresa brasileira que atua no setor calçadista. Fundada em 1952 em Parobé (RS), ela é a maior gestora de marcas de artigos esportivos do País, tendo em seu portfolio as marcas Mizuno, Olympikus e Under Armour. Com mais de 15 mil colaboradores, possui seis unidades: duas plantas fabris localizadas em Horizonte (CE) e Itapetinga (BA); dois centros administrativos, um em Jundiaí (SP) e o outro na capital paulista; um novo Centro de Distribuição em Extrema (MG) e o Centro de Tecnologia e Desenvolvimento localizado em Parobé (RS).

Vulcabras
Razão social Vulcabras S.A.
Empresa de capital aberto
Slogan Vivemos para o Esporte
Cotação B3VULC3
Gênero Sociedade anônima
Fundação 1952 (70 anos)
Sede Jundiaí, SP
Locais Brasil, América Latina
Presidente Pedro Bartelle
Empregados 15.000
Produtos Calçado, Vestuário, Acessórios
Marcas Mizuno, Olympikus, Under Armour
Valor de mercado Aumento R$ 2,4 bilhões (6M21)[1]
Receita Aumento R$ 711,3 milhões (6M21)[2]
Lucro Aumento R$ 242,4 milhões (6M21)[3]
Website oficial [4]

A Vulcabras ainda conta com duas subsidiárias e centros de distribuição no Peru e na Colômbia. A companhia também está presente com seu portfólio de marcas em mais de 19 mil pontos de venda no Brasil e em mais de 15 países, com uma atuação mais forte na América Latina, onde conta com 50 lojas no Peru, Colômbia e no Chile (onde atua através de um franqueado).

A Companhia tem como diferenciais a flexibilidade na produção, a rapidez na reposição, agilidade na distribuição e conhecimento de mercado nacional. Esse conjunto torna a Vulcabras competitiva em todo o território brasileiro, e a fazem ganhar cada vez mais espaço no mercado.

Além disso, seu portfolio composto exclusivamente por marcas esportivas que atendem diferentes perfis de consumidores e suas necessidades a tornam líder no território nacional. Com estratégias de posicionamento e equipes de negócio individuais, as marcas contam com times experientes e que possuem conhecimento sobre as necessidades do consumidor brasileiro.

Foco no esporteEditar

No início de 2021 a Vulcabras concluiu a aquisição da operação da Mizuno no Brasil, passando a desenvolver, produzir e importar produtos da marca, incluindo calçados, vestuários e acessórios, com exclusividade em território nacional para a distribuição ao varejo e comercialização direta ao consumidor através de lojas próprias ou e-commerce (www.mizuno.com.br) até dezembro de 2033. Com a integração da marca Mizuno ao seu portfólio de marcas esportivas, assim como o licenciamento da marca Azaleia à Grendene, a Vulcabras conclui uma transição estratégica, que se iniciou em 2018 com a aquisição da Under Armour, e se consolida como a maior gestora de marcas esportivas do país.


Olympikus, Under Armour e Mizuno passam então a ter à disposição toda a tecnologia e inovação do Centro de Tecnologia e Desenvolvimento de calçados da Companhia, o maior da América Latina. Essa composição de marcas possibilita a Vulcabras a oferecer produtos que atendam a todos os perfis de consumidores e atletas e suas respectivas necessidades, com calçados que vão de R$ 149 a R$ 1.600 e roupas e acessórios esportivos de R$ 49 a R$ 999.

MarcasEditar

Mizuno: marca japonesa com foco em calçados de alta performance, tem sua fortaleza produtos pensados no detalhe para todos os perfis de atleta, com grande destaque para a corrida, uma das práticas esportivas que mais cresce entre os brasileiros.


Olympikus: maior marca esportiva brasileira, que   tem como objetivo democratizar o acesso à alta tecnologia e ao estilo de vida esportivo, apoiando o corre do brasileiro. Com isso traz versatilidade e custo benefício ao mix de produtos da empresa, com posicionamento smart choice, tecnologia, performance e preço.


Under Armour: terceira maior marca esportiva no mundo, de origem americana, nos traz um ecossistema de soluções (aplicativos, vestuários, acessórios e calçados) de performance esportiva para toda a jornada do atleta de alta performance (treino, competição e recuperação).

Confira as marcas que já estiveram sob a gestão da Vulcabras:Editar

  • de 1965 a 2020: Azaleia
  • de 1973 a 1999: Adidas
  • de 1981 a 1992: Le Coq Sportif
  • de 1986 a 1999: Puma
  • de 1992 a 1996: Lotto
  • de 1993 a 2015: Reebok
  • de 2001 a 2007: Keds
  • de 2001 a 2020: Dijean
  • de 2001 a 2020: Opanka
  • de 2002 a 2006: Asics

SustentabilidadeEditar

A Vulcabras se preocupa com o pilar de sustentabilidade, sendo a indústria calçadista mais sustentável do País, com investimento em diversas iniciativas, como:

Preservação ambiental: a companhia criou em Itapetinga (BA), local uma de suas fábricas, uma área de preservação ambiental de 30 mil metros quadrados. No local a Vulcabras realizou o plantio de duas mil mudas de árvores nativas e contratou e capacitou moradores da região em situação de vulnerabilidade socioeconômica para auxiliar na construção do espaço. A área, cedida pelo município, é gerida pela Vulcabras, que faz manutenção e preservação do local.

A criação da área ambiental fez com que a Vulcabras desse um destino sustentável às quase 85 toneladas de resíduos produzidos pela unidade baiana no passado. Hoje a Vulcabras recicla 100% destes resíduos, sendo reciclados ou reutilizados pela empresa.

Reuso de água e reciclagem dos resíduos: Um grande exemplo é que a companhia finalizou um projeto em sua fábrica da Bahia que destina 100% de seus resíduos do processo produtivo para matéria prima de outras empresas ou reciclagem.

Economia circular: em meados de 2016, a empresa iniciou um movimento com o intuito de fomentar a economia circular e a política dos 3 Rs (Reduzir, Reutilizar e Reciclar), com o objetivo de alinhar os conceitos da melhoria dos aspectos de sustentabilidade. Desde então já estão sendo realizados:

  • O EVA (Ethil Vinil Acetat), principal material usado na produção de calçados, descartado torna-se matéria-prima para a produção de outros produtos, como tapetes e tatames.
  • Os tecidos, boa parte do material descartado abastece a indústria de novelaria para a produção de sofás e outros produtos. Uma parte é reutilizada pelas unidades da Vulcabras pelas áreas de limpeza. Outra é processada e usada pela indústria cimenteira (Bahia)
  • A reciclagem é feita com materiais constantes nos produtos até embalagens plásticas utilizadas em processos indiretos e uniformes, fazendo com que tudo o que passa pelo processo da empresa (independentemente se for da área produtiva ou administrativa) tenha uma tratativa ideal antes da decisão de realizar a sua correta disposição final.


Para mais informações sobre todas as iniciativas da companhia, acesse o Relatório de Sustentabilidade da Vulcabras clicando aqui.


Linha do tempoEditar

  • 1952 - Cia Brasileira de Calçados Vulcanizados S.A. dá início às operações. Criação do Vulcabras 752, o calçado que marcou o Brasil e o início da Vulcabras.
  • 1975 – Vulcabras cria sua marca própria de calçados esportivos, a Olympikus
  • 1977 – Abertura do capital social na Bovespa
  • 1988 – Os irmãos Pedro e Alexandre Grendene Bartelle adquirem o controle da Vulcabras S.A
  • 2007 - O grupo Vulcabras adquire a Azaleia e nasce a Vulcabras Azaleia
  • 2008 – Criada a Joint venture com Adidas para a comercialização da marca Reebok no mercado nacional e argentino
  • 2015 – Término da Joint Venture com Adidas com o consequente encerramento da comercialização da marca Reebok;

·    2016 – A marca Olympikus é protagonista na categoria de calçados esportivos e disputa a liderança do mercado nacional em volume de pares comercializados.

  • 2017 – Re-IPO e liderança do mercado com a marca Olympikus.
  • 2018 – Acordo com a Under Armour para licenciamento exclusivo da marca no Brasil
  • 2020 – Licenciamento do segmento feminino para a Grendene e retorno ao foco na gestão de marcas esportivas
  • 2021 – Acordo com a Mizuno para operação exclusiva da marca no Brasil


Referências

Vulcabras muda sua marca institucional - https://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2021/02/01/vulcabras-mudara-sua-marca-institucional.html

Após 23 anos com a Alpargatas, Mizuno se une à Vulcabras no país - https://www.istoedinheiro.com.br/apos-23-anos-com-a-alpargatas-mizuno-se-une-a-vulcabras-no-pais/

Cade libera Vulcabras para assumir operações da Mizuno no Brasil - https://epocanegocios.globo.com/Empresa/noticia/2020/12/epoca-negocios-cade-libera-vulcabras-para-assumir-operacoes-da-mizuno-no-brasil.html

https://einvestidor.estadao.com.br/mercado/vulcabras-presidente-acoes-vulc3

Vulcabras lucra 64% no primeiro trimestre - https://www.moneytimes.com.br/vulcabras-lucro-salta-64-no-primeiro-trimestre/

Como a Vulcabras alvançou a meta de reciclar 100% dos resíduos em fábrica na Bahia - https://epocanegocios.globo.com/Um-So-Planeta/noticia/2021/02/como-vulcabras-alcancou-meta-de-reciclar-100-dos-residuos-em-fabrica-na-bahia.html

Vulcabras vê aumento de 305% da receita no 2º trimestre, para R$ 399,4 milhões - https://www.infomoney.com.br/mercados/vulcabras-ve-aumento-de-305-da-receita-no-2o-trimestre-para-r-3994-milhoes-confira-analises-do-balanco/

  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.