Abrir menu principal
Retrato de Eduardo VI

William (ou Guillim) Scrots (ou Scrotes, Stretes) (ativo entre 1537 e 1553), foi um pintor ativo na Inglaterra, integrante da Escola Tudor, e um expoente do Maneirismo nos Países Baixos.

O primeiro registro que faz menção a ele é sua indicação como pintor da corte da regente dos Países Baixos, Maria de Habsburgo, em 1537. Transferindo-se para a Inglaterra, foi pintor de Henrique VIII, com régio salário. Continuou nessa função sob o reinado de Eduardo VI. Com a morte do rei, cessam as informações sobre o pintor, embora se presuma que tenha deixado o país.

Seu estilo é típico do Maneirismo, com uma tendência decorativa requintada e rica. Realizou uma pintura anamórfica de Eduardo VII que causou sensação quando foi exibida. Introduziu a prática da pintura de corpo inteiro, quando até então prevalecia um gosto pelo retrato em forma de busto. Boa parte de sua produção não tem autoria plenamente confirmada.

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.