Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura o filme com Kevin Costner, veja Wyatt Earp (filme).
Wyatt Earp
Wyatt Earp aos 39 anos, foto em San Diego por volta de 1887
Nome completo Wyatt Berry Stapp Earp
Nascimento 19 de março de 1848
Monmouth, Illinois,  Estados Unidos
Morte 13 de janeiro de 1929 (80 anos)
Nacionalidade Estadunidense
Ocupação Xerife

Wyatt Berry Stapp Earp (Monmouth, 19 de março de 1848 - 13 de Janeiro de 1929) ocupou vários postos policiais no oeste Americano. Foi um dos protagonistas do Tiroteio em O.K. Corral em Tombstone, Arizona, junto com Doc Holliday, Virgil Earp, e Morgan Earp. Faz parte dos vultos reais que se tornaram lendários pelos seus feitos registrados na História do Velho Oeste americano, inspirando numerosos westerns.

Wyatt Earp é mais conhecido como um temido xerife de fronteira que trabalhou nas cidades de Wichita e Dodge City (Kansas), e em Tombstone, Arizona, onde sobreviveu ao tiroteio do Curral OK. Mas como xerife trabalhou somente por 5 anos de uma vida longa e aventureira, atuando em garimpos e investindo em salões de jogos. Era famoso por sua célebre frase: "Eu sou a lei e isso acaba aqui".

Wyatt passou a maior parte da vida viajando pelos desertos do sudoeste com seus quatro irmãos Virgil, Morgan, James e Warren, além da esposa Josie.

HistóriaEditar

Nasceu em Monmouth, Illinois, em 19 de março de 1848.[1] Em 1864 mudou-se com seus pais para perto de San Bernardino, Califórnia, onde foi empregado da estrada de ferro.[2] Wyatt retornou para o leste e casou-se em 1870,[3] mas com a morte repentina de sua noiva, voltou para o território selvagem e trabalhou como caçador do búfalo e guia de diligências.

Em 1875 chegou em Wichita, onde se juntou a força policial. Em 1876, mudou-se para a Dodge Citty, Kansas onde se transformou em negociante, delegado e dono de saloon. Foi aqui que ele se encontrou com Bat Masterson e Doc Holliday, e estabeleceu sua reputação como um xerife e jogador notável.

Saindo de Dodge Citty com sua segunda esposa em 1878, Wyatt viajou para o Novo México e Califórnia, trabalhando por um momento como um agente da Fargo. Em 1879 juntou-se a seus irmãos e esposas na cidade mineradora de prata, Tombstone, Arizona.

Wyatt planejou se estabelecer na cidade e adquiriu a concessão do salão de jogos Oriental. Seu irmão Virgil transformou-se em xerife da cidade, enquanto Morgan se tornou seu auxiliar. Foi aqui que Wyatt conheceu sua terceira esposa Josie.

Em 26 de Outubro de 1881, uma disputa entre os irmãos Earp e um grupo conduzidos por Ike Clanton culminou no tiroteio mais comemorado do folclore norte-americano— o Tiroteio no OK Curral.[4] Três do grupo de Clanton morreram, Ike e um outro membro ferido conseguiram escapar. Três irmãos Earp—Virgil, Wyatt e Morgan—junto com o Doc Holliday sobreviveram. Morgan e Virgil foram feridos, e Virgil deixou de ser xerife por sua participação nos homicídios.

Em março de 1882 Morgan Earp foi assassinado por desconhecidos. Wyatt, junto com seu irmão Warren e alguns amigos, perseguiram os suspeitos do assassinato durante algumas poucas semanas e a "vendetta" resultou em mais quatro mortos.

Após ser acusado destes assassinatos, Wyatt e a esposa Josie fugiram do Arizona para o Colorado.[5] Acamparam em garimpos nos anos seguintes. Estiveram em Coeur d ' Alene, Idaho e em 1886, estabeleceram-se momentaneamente em San Diego, onde Wyatt investiu em propriedades e saloons de jogos.

Em 1897 Wyatt e Josie dirigem-se para Nome, Alasca, onde operaram um saloon durante a corrida do ouro no Alasca.[6] Retornaram à América em 1901 com uns $80.000 estimados e se dirigiram imediatamente para a garimpagem de ouro em Tonopah, Nevada, onde retornam as atividades de saloon, jogo e mineração.

Depois disso, Wyatt fez prospecção e reivindicou para garimpo uma parte do Deserto do Mojave e do Vale da Morte. Em 1906 descobriu diversas jazidas que continham ouro e cobre perto de Vidal, Califórnia no rio de Colorado e registraram reivindicações numerosas na base das montanhas de Whipple.

Ele morreu em 13 de janeiro de 1929 em Los Angeles, aos oitenta anos de idade.[7]

CinemaEditar

  • No final da vida, com o sucesso dos filmes de Hollywood sobre o Velho Oeste, Earp chegou a se relacionar com alguns astros do gênero, como Tom Mix e John Wayne. John Ford realizou seu filme sobre o tiroteio do Curral OK em 1946, My Darling Clementine (br.: Paixão dos Fortes; pt.: A Paixão dos Fortes), tendo Henry Fonda como Earp, e alardeava que teria ouvido a história do próprio Wyatt Earp. Anos depois teria admitido que nem tudo era a verdade, ao dizer algo como "Se a lenda for melhor que a realidade, filme-se a lenda", tema de um de seus últimos grandes westerns, The Man Who Shot Liberty Valance (br.: O Homem Que Matou o Facínora; pt.: O Homem que Matou Liberty Valance), de 1962. John Sturges também filmou sua versão da história em Gunfight at the O.K. Corral (br.: Sem Lei e Sem Alma; pt: Duelo de Fogo), em 1957.
  • Em 1957 foi interpretado por Burt Lancaster no filme Gunfight at the OK Currall, de John Sturges.
  • O roteiro do filme Sunset de 1988 explora a amizade de Wyatt Earp e Tom Mix. Na história os dois se conhecem em Hollywood e se unem para investigar um crime misterioso.
  • Em 1993 foi representado por Kurt Russel no filme Tombstone (br.: Tombstone - a justiça está chegando), dirigido por George P. Cosmatos.
  • Em 1994, o filme Wyatt Earp, dirigido por Lawrence Kasdan, teve o personagem interpretado por Kevin Costner. O filme foca no inicio da trajetória de Earp.
  • Em 2012, em A Vingança de Wyatt Earp, foi interpretado por Val Kilmer e Shawn Roberts.
  • Val Kilmer interpretou personagens da história de Wyatt em duas ocasiões diferentes: a primeira, em 1993, em tombstone, interpretando Doc Holliday, amigo de Earp; E na segunda, em 2012, como o próprio protagonista
  • No desenho Woody Woodpecker (Pica-Pau), Wyatt Earp é retratado como um bandido em um episódio do Velho Oeste, porém com o nome Wyatt Burp.

Referências

  1. Urban, William. «Wyatt Earp's Birthplace». Monmouth College 
  2. Morritt, Robert D. (2011). The Lure of Olde Arizona. Newcastle Upon Tyne: Cambridge Scholars. p. 227. ISBN 978-1-4438-2788-1 
  3. Isenberg, Andrew (2013). Wyatt Earp: A Vigilante Life. Nova Iorque: Hill and Wang. p. 53. ISBN 978-0-8090-9500-1 
  4. Bell, B.B. (29 de setembro de 2015). «Wyatt Earp in Hollywood». True West Magazine 
  5. Roberts, Gary L. (2007). Doc Holliday: The Life and Legend. Nova Iorque: Wiley, J. p. 263. ISBN 978-0-470-12822-0 
  6. Kirschner, Ann (18 de março de 2014). «Wyatt Earp's Alaskan Adventure». True West Magazine 
  7. «Noted Gun Fighter of Old West Dead; End Comes to Wyatt Earp at Los Angeles After Life of Battling 'Bad Men.' Defeated Clanton Gang – As Referee With a Pistol at Sharkey-Fltzsimmons Fight, His Decision Stood». The New York Times. Nova Iorque. 14 de janeiro de 1929. p. 19