Abrir menu principal

BiografiaEditar

Nascida na primeira metade do século XX, viveu sua infância e juventude às margens do rio Tapajós. Sua vivência do rico imaginário amazônico está reunida em seu principal livro, Lendário - Contos Fantásticos da Amazônia.

Além ficcionista é poeta. Seus livros Taú-Taú[1] e Outros Contos Fantásticos da Amazônia e Histórias Daqui e Dali receberam os prêmios Samuel McDowell e Terêncio Porto, da Academia Paraense de Letras.

ObrasEditar

ProsaEditar

  • Taú-Taú e Outros Contos Fantásticos da Amazônia (Cejup, Belém, 1989)
  • Histórias Daqui e Dali (Cejup, 1994).
  • Lendário - Contos Fantásticos da Amazônia (Cejup, 2004).

PoesiaEditar

  • Arabescos (Cejup, 1990)
  • Folhas de Outono (Alcance, Porto Alegre, 1997).

Referências

  1. «Escritora Yara Cecim morre em Belém aos 94 anos». noticias.orm.com.br. Consultado em 18 de outubro de 2018 

Ligações externasEditar

Jornal de Poesia

  Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.