Yoshio Tachibana

militar japonês

Yoshio Tachibana (24 de fevereiro de 189024 de setembro de 1946) foi um tenente-general do Exército Imperial Japonês, comandante da guarnição em Chichi Jima, nas ilhas Bonin. Entre 1944-1945, com os suprimentos escasseando por conta do bloqueio naval imposto pelos Aliados, Tachibana ordenou que todos os aviadores estadunidenses capturados fossem mortos. Dois foram decapitados numa cerimônia pública, e tiveram imediatamente os fígados arrancados, retalhados e servidos como sukiyaki.[1]

O tenente-general Yoshio Tachibana (sentado) prepara-se para assinar a rendição das tropas japonesas em Chichi Jima, 3 de setembro de 1945.

Como o direito internacional não previa o crime de canibalismo, Tachibana e seu estado-maior foram acusados de impossibilitar o sepultamento honroso de suas vítimas.[1]

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.