Abrir menu principal

Zidanta II foi um rei hitita que governou no seculo XV A. C sucedeu a Hatil II e foi sucedido por Huzziya II. Pouco se sabe sobre seu governo exceto uma guerra entre o reino Hitita e reino Kizziwadna no que foi firmado um tratado o último entre um rei Hitita e um rei de Kizziwadna. Foi sucedido por Huzziya II no qual as relações com Zidanta II e desconhecido.

Zidanta II reinou depois de 1480 A. C sendo possivelmente sobrinho de Hatil II. Portava o título de Labarna, Grande rei e Sol Meu. Sua esposa chamava-se Yaya. No seu tempo os estados hurritas se fortaleceram e o reino Hitita continuou em declínio ao ponto de ser saqueado. As relações do reino Hitita e Kizziwadna deterioram-se quando os dois reinos passam a disputar territórios um do outro. Como seus predecessores Zidanta II fez um tratado com o rei de Kuzziwadna Pilliya sendo este o último tratado em condições de igualdade que um rei hitita faria com um rei de Kuzziwadna pois logo após o país foi conquistado por Parattarna rei de Mitanni que fez de Pilliya seu vassalo.

Nessa época Idri-Mi rei de Alalakh vassalo de Mitanni fez um acordo com Pilliya rei de Kizziwadna que lhe permitiu passagem por suas terras para saquear o país dos Hititas tal era o enfraquecimento dos Hititas que não ouve reação por parte do rei Hitita da época Zidanta II.Nos seus registros Idri-Mi diz :

"Tomei(... ) soldados e subi contra o país dos Hititas e destruí sete dos seus lugares fortificados esses são (... ) os lugares fortificados :Pashshahe, Damurut -re'i, Hulahhan, Zise, le, Uluzina e Zaruna. O país dos Hititas não marchou contra mim eu pude fazer o que quis. Fiz prisioneiros deles, pinhei as suas riquezas, posses e propriedades, e distribui-as aos meus soldados minhas tropas auxiliares, meus irmãos e amigos (... )Então voltei ao país de Mukish e entrei (em triunfo ) na minha cidade Alalah ".

Por fim Zidanta II vai ser sucedido por Huzziya II do qual se desconhece o parentesco com seu predecessor.

Referências

Lehamann Johannes. Os Hititas Hemus São Paulo, 2004.