Abrir menu principal

Ácido inosínico

composto químico
Ácido inosínico
Alerta sobre risco à saúde
Inosinic acid structure.svg
Inosine monophosphate 3D ball.png
Nome IUPAC 5'-Inosinic acid
Outros nomes IMP,
Ribotídeo hipoxantina
Identificadores
Número CAS 131-99-7
PubChem 8582
ChemSpider 8264
MeSH Inosine+monophosphate
ChEBI 17202
SMILES
InChI
1/C10H13N4O8P/c15-6-4(1-21-23(18,19)20)22-10(7(6)16)14-3-13-5-8(14)11-2-12-9(5)17/h2-4,6-7,10,15-16H,1H2,(H,11,12,17)(H2,18,19,20)/t4-,6-,7-,10-/m1/s1
Propriedades
Fórmula molecular C10H13N4O8P
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Ácido inosínico ou monofosfato de inosina (IMP do inglês inosine monophosphate) é um monofosfato de nucleosídeo. Amplamente utilizado como intensificador de sabor, é normalmente obtido a partir de subprodutos de frango ou outros resíduos da indústria da carne. Ácido inosínico é importante no metabolismo. É o ribonucleotídeo de hipoxantina e o primeiro nucleotídeo formado durante a síntese de purina. É formado pela desaminação de monofosfato de adenosina, e é hidrolisado a inosina. IMP é um intermediário de monofosfato de ribonucleosídeo no metabolismo de purina. A enzima desoxirribonucleósido trifosfato pirofosfohidrolase, codificada por YJR069C em Saccharomyces cerevisiae e contendo atividades (d)ITPase e (d)XTPase, hidrolisa trifosfato de inosina (ITP, do inglês inosine triphosphate) liberando pirofosfato e IMP.[1]

Referências

  1. Davies O, Mendes P, Smallbone K, Malys N (2012). «Characterisation of multiple substrate-specific (d)ITP/(d)XTPase and modelling of deaminated purine nucleotide metabolism». BMB Reports. 45 (4): 259–64. PMID 22531138. doi:10.5483/BMBRep.2012.45.4.259