Abrir menu principal

Óscar Carmelo Sánchez (Cochabamba, 16 de julho de 1971La Paz, 23 de novembro de 2007) foi um futebolista boliviano, que atuava como zagueiro. Jogou a Copa de 1994 e foi vice-campeão da Copa América de 1997 pela Seleção Boliviana, onde chegou a ser o capitão.

Óscar Sánchez
Informações pessoais
Nome completo Óscar Carmelo Sánchez
Data de nasc. 16 de julho de 1971
Local de nasc. Cochabamba, Bolívia
Falecido em 23 de novembro de 2007 (36 anos)
Local da morte La Paz, Bolívia
Altura 1,78 m
Destro
Apelido El Lobo Jujeño, Cabezón
Informações profissionais
Período em atividade 1991–2007
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
Bolívia Aurora
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1991–1996
1997–1998
1998–1999
2000–2001
2002–2006
2007
Bolívia The Strongest
Argentina Gimnasia de Jujuy
Argentina Independiente
Bolívia The Strongest
Bolívia Bolívar
Bolívia The Strongest
163 (22)
62 (13)
33 (7)
55 (11)
144 (16)
6 (0)
Seleção nacional3
1994–2006 Flag of Bolivia.svg Bolívia 78 (6)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 2007.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 2006.

CarreiraEditar

El Lobo Jujeño, como era conhecido, iniciou sua carreira nas categorias de base do Aurora, porém não chegou a ser promovido ao elenco principal. Profissionalizou-se em 1991, no The Strongest, vencendo apenas o Campeonato Boliviano de 1993. Jogou 163 partidas e fez 22 gols ao serviço do Tigre.

Teve ainda razoável passagem pelo futebol da Argentina, defendendo Gimnasia de Jujuy (1997 a 1998) e Independiente (1998 a 1999). Voltaria ao The Strongest em 2000, conquistando a Copa da Bolívia no mesmo ano. Entre 2002 e 2006, passou pelo Bolívar, principal rival dos aurinegros - é um dos 20 jogadores que defenderam as 2 equipes na história. Foi em La Academía que Sánchez conquistou os últimos títulos de sua carreira, em 2002, 2004 (Torneio Apertura), 2005 e 2006 (Torneio Clausura), além do vice-campeonato na Copa Sul-Americana de 2004.

Regressou pela segunda vez ao The Strongest em 2007, se aposentando após 6 partidas. No mesmo ano foi nomeado técnico do clube após a saída de Sergio Óscar Luna, conquistando a Copa Aerosur.

Seleção BolivianaEditar

Pela Seleção Boliviana, o zagueiro atuou em 78 jogos e balançou as redes adversárias 6 vezes. Fez parte do elenco que disputou a Copa de 1994,[1] porém não entrou em campo. Ele ainda disputou 3 edições da Copa América (1995, 1997 - na qual foi vice-campeão - e 1999), além da Copa das Confederações de 1999.[2] Com exceção da Copa América de 1995, El Lobo Jujeño jogou sempre ao lado do atacante Erwin Sánchez, com quem não tinha nenhum parentesco.

MorteEditar

No início de 2007, Sánchez descobriu um tumor no rim e foi obrigado a tirar o órgão. Por este motivo, se aposentou dos gramados em março. Seu jogo de despedida teve inclusive a participação do presidente boliviano, Evo Morales.

Após vencer a Copa Aerosur, deixou o cargo de técnico do The Strongest e foi substituído por Félix Berdeja. Em novembro, faleceria em decorrência de um câncer renal,[3] aos 36 anos de idade.[4]

TítulosEditar

Seleção Boliviana

Ligações externasEditar

Referências

  1. WorldFootball.com (8 de abril de 2018). «Elenco BOL'94». Consultado em 8 de abril de 2018 
  2. «Elenco BOL'99». Consultado em 20 de janeiro de 2017 
  3. «Fallece el veterano futbolista boliviano Óscar Sánchez a causa de un tumor renal». El País (em espanhol). 23 de novembro de 2007 
  4. AFP (24 de novembro de 2007). «Foot - Disparition - Décès d'Oscar Sanchez» (em francês). L'Equipe [ligação inativa]