Abrir menu principal

Little Manhattan

filme de 2005 dirigido por Jennifer Flackett e Mark Levin
(Redirecionado de ABC do Amor)
Disambig grey.svg Nota: Se procura por ABC, um filme latino americano, veja ABC do Amor (1967).
Little Manhattan
A Magia do Primeiro Amor (PRT)
ABC do amor (BRA)
 Estados Unidos
2005 •  cor •  84 min 
Direção Mark Levin
Roteiro Jennifer Flackett
Elenco Josh Hutcherson
Charlie Ray
Bradley Whitford
Cynthia Nixon
Género comédia romântica
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Little Manhattan (bra: ABC do Amor ) é um filme estadunidense de comédia romântica de 2005. Foi dirigido por Mark Levin.

SinopseEditar

Gabe Burton é um menino de dez anos e meio que se apaixona por uma menina chamada Rosemary Telesco, que estuda com ele desde que eram crianças. Quando menores os dois eram amigos, mas com o passar do tempo se distanciaram e voltando a se falar somente agora. Gabe percebe que está apaixonado, e fica atordoado ao saber que Rosemary vai para um acampamento no verão e logo depois para uma escola particular, o que significa que provavelmente jamais se veriam de novo. Gabe ainda enfrenta o problema do divórcio de seus pais, Adam e Leslie.

ElencoEditar

ProduçãoEditar

 
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2011). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O primeiro beijo dos personagens Gabe e Rosemary foi também o primeiro dos atores Josh Hutcherson e Charlie Ray na vida real. Gabe e Rosemary entram em apuros quando decidem fugir para viver um jovem amor. A cena foi inspirada em um acontecimento real da vida do diretor, quando ele, com 16 anos, e sua namorada tiveram esta ideia.

Charlie Ray cresceu tanto durante a produção do longa que seu parceiro de cena, Josh Hutcherson, teve de subir em uma tablado de madeira para manter a diferença de altura do começo das filmagens. Jennifer Flackett, roteirista, e o diretor Mark Levin são casados e escreveram o roteiro juntos em apenas seis semanas. O romance é a estreia de Charlie Ray no cinema. Foi um tio dela quem viu o anúncio dos teste em um jornal e decidiu investir no talento da sobrinha, que nunca tinha participado de algo assim.

RecepçãoEditar

O filme recebeu críticas geralmente favoráveis. No Rotten Tomatoes alcançou uma classificação de 77%. No consenso diz: "Little Manhattan é uma doce história de amor jovem que fornece uma visão esclarecedora, se pragmática sobre o amor e o namoro."[1]

Referências

  1. «Little Manhattan (2005)». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 20 de janeiro de 2017 

Ligações externasEditar