Abrir menu principal
"In My Life"
Canção de The Beatles
do álbum Rubber Soul
Lançamento 3 de dezembro de 1965
Gravação EMI Studios, Londres, 18 de outubro, 22 de outubro de 1965
Gênero(s)
Duração 2:28
Gravadora(s) Parlophone
Composição Lennon-McCartney
Produção George Martin
Disambig grey.svg Nota: Se procura o álbum In My Life de George Martin, veja In My Life (álbum).

In My Life é uma canção dos Beatles, presente no álbum Rubber Soul. Composta principalmente por John Lennon e creditada a Lennon/McCartney. Paul McCartney e John Lennon mais tarde divergiram a respeito de suas próprias contribuições para essa música, especificamente em relação a sua melodia.

A música inspirou mais produtores de música pop a usar cravo em seus arranjos.[3] A revista Rolling Stone classificou "In My Life" em número 23 na "Lista das 500 melhores canções de todos os tempos da Revista Rolling Stone", assim como em quinta na sua lista de "100 Melhores Canções dos Beatles".[4][5] A canção ficou em segundo lugar nas 50 faixas da CBC. A revista Mojo nomeou a melhor música de todos os tempos em 2000.[6]

George Martin toca piano ao estilo barroco na música.[7]

A música tem versão em português "Minha Vida" cantada pela Rita Lee e utilizada como tema de abertura da telenovela Espelho da Vida. Ela também foi regravada por Matthew Scannell para o filme ABC do Amor.[8][9][10][11]

Índice

CréditosEditar

Ver tambémEditar

Notas

  1. MacDonald não tem certeza se Starr tocou sinos.

Referências

  1. Hertsgaard, Mark (1996). A Day in the Life: The Music and Artistry of the Beatles. Nova Iorque: Delacorte Press. p. 156. ISBN 0-385-31517-1 
  2. Doyle Greene (10 de março de 2014). The Rock Cover Song: Culture, History, Politics. [S.l.]: McFarland. pp. 161–. ISBN 978-1-4766-1507-3 
  3. Myers, Marc (30 de outubro de 2013). «Bach & Roll: How the Unsexy Harpsichord Got Hip». The Wall Street Journal 
  4. «The Rolling Stone 100 Greatest Beatles Songs». Rolling Stone. Agosto de 2010. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  5. «5. In My Life». 100 Greatest Beatles Songs. Rolling Stone. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  6. «Mojo lists». Rocklistmusic. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  7. Lewisohn, Mark (1988). The Beatles Recording Sessions. Nova Iorque: Harmony Books. pp. 64–5. ISBN 0-517-57066-1 
  8. Spitz, Bob (2005). The Beatles: The Biography. Nova Iorque: Little, Brown and Company. pp. 587–91. ISBN 1-84513-160-6 
  9. Sheff, David (2000). All We Are Saying. Nova Iorque: St. Martin's Press. pp. 152, 178. ISBN 0-312-25464-4 
  10. Miles, Barry (1997). Paul McCartney: Many Years from Now. Nova Iorque: Macmillan. p. 277. ISBN 0-7493-8658-4 
  11. Compton, Todd (2017). Who Wrote the Beatle Songs? A History of Lennon-McCartney. San Jose: Pahreah Press. ISBN 978-0-9988997-0-1 
  12. MacDonald, Ian (2005). Revolution in the Head: The Beatles' Records and the Sixties Second Revised ed. Londres: Pimlico (Rand). p. 169. ISBN 1-84413-828-3 


  Este artigo sobre um single de The Beatles é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.