Abraham Janssens

Pintor flamengo

Abraham Janssens (ou Jansens) van Nuyssen (c. 1567/15761632) foi um pintor flamengo do período barroco.[1]

Abraham Janssens
Nascimento 1575
Antuérpia
Morte 25 de janeiro de 1632 (56–57 anos)
Antuérpia
Cidadania Países Baixos do Sul
Filho(s) Anna Maria Janssens
Ocupação pintor,
Movimento estético barroco
Scaldis e Antwerpia, 1609.

Nasceu em Antuérpia, em algum ano entre 1567 e 1576. Estudou sob a tutela de Jan Snellinck, foi mestre em 1602 e no ano de 1607 foi decano dos mestres pintores. Morreu na cidade em que nasceu, em 1632.[1]

Até o surgimento de Peter Paul Rubens, Janssens talvez tenha sido considerado o melhor pintor de sua época. Os estilos de ambos os artistas não são tão diferentes. Na precisão do desenho, Janssens superava seu grande contemporâneo; na composição e no tratamento do nu, igualavam-se; mas no uso da cor e da liberdade de disposição e retoques em geral, Janssens ficava muito atrás. Como mestre de chiaroscuro, seu gosto foi reconhecido pelo alto contraste de luz e sombras em seus efeitos de luz de tochas e similares. Bons exemplos dessa técnica podem ser vistos no museu de Antuérpia e na galeria de Viena. As histórias de que invejava Rubens e de que tinha uma vida dissoluta são infundadas.[1]

Entre seus estudantes incluem-se Gerard Seghers e Theodoor Rombouts.[1]

Referências

  1. a b c d Este artigo incorpora texto (em inglês) da Encyclopædia Britannica (11.ª edição), publicação em domínio público.


Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Abraham Janssens