Abrir menu principal

Academia de Música de Paços de Brandão

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Abril de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Academia de Música de Paços de Brandão (AMPB) é uma escola de música privada de Portugal[1] oficializada em 1980.

HistóriaEditar

No ano de 1870, resultante da necessidade de um núcleo artístico musical da região, é criada a denominada Tuna Velha ou "Estudantina". Devido à intensa procura por parte dos locais, mais tarde é criada outra Tuna Musical, em contraposição da Tuna Velha, denominada de Tuna Nova.

Entretanto ambas as Tunas progridem ao longo do tempo até a década de 1930, altura em a procura baixa repentinamente devido às novas diversões que substituiram o gosto musical, levando-as à decadência absoluta.

Numa tentativa de sobrevivência, uniram-se numa só Tuna em 1937 cuja união acabou por não resultar.

Apenas na década de 1970 revolucionária, no centenário da primeira Tuna, a "Estudantina" ressurge a vontade de renovar a Tuna, embora eliminado velhos hábitos adequando-a aos tempos modernos de organização.

É então que nasce a necessidade da criação de uma Escola de Música. Em 15 de Maio de 1976 é assinada a escritura da Associação Cultural sem fins lucrativos.

É então adquirida em 1978 a Casa do Matoso em Paços de Brandão que serviu de Escola até o ano de 1991.

Foi considerada Instituição de Utilidade Pública em 1983.

Em 1991 as instalações são movidas para o Lugar do Matoso, num edifício criado propositadamente para as necessidades de aprendizagem e de expressão artística e cultural, com a inclusão de um auditório público, tendo sido inauguradas nesse mesmo ano pelo antigo Primeiro-Ministro Prof. Dr. Cavaco Silva.

AtualidadeEditar

Hoje, é identificada como uma das melhores escolas privadas de música do País, que conta com cursos de Acordeão, Piano, Canto, Saxofone, Clarinete, Trombone, Contrabaixo, Trompa, Flauta de Bisel, Trompete, Flauta Transversal, Viola Dedilhada, Formação Musical, Violeta, Oboé, Violino, Órgão, Violoncelo, viola d'arco e Percussão.

Referências