Academia do Aragonês

Academia do Aragonês
História
Fundação
Quadro profissional
Tipo
Sede social
País
Organização
Website

A Academia do Aragonês (em aragonês: Academia de l'Aragonés, em castelhano: Academia del Aragonés) é um órgão criado em 15 de julho de 2006 pelo II Congresso do Aragonês com o objetivo de ser a autoridade linguística do aragonês. Atualmente não tem reconhecimento explícito do governo de Aragão e a sua forma jurídica é de uma associação cultural sob o nome de Estudo de Filologia Aragonesa, mas é conhecida com o nome de Academia do Aragonês.[1]

ObjetivosEditar

  • Investigar todas as manifestações orais e escritas do aragonês.
  • Fazer uma fixação da onomástica e a toponímia.
  • Investigar e formular leis ortográficas, gramaticais e fonéticas para todas as modalidades do aragonês.

Proposta ortográficaEditar

No dia 18 de novembro de 2010 a Academia fez uma apresentação pública em Saragoça da Proposta Ortográfica da Academia do Aragonês, depois de um processo de coleção de sugestões à mesma.[2]

Referências

  1. Martínez, Myriam (14 de maio de 2009). «"Queremos salvar nuestra lengua de una muerte cercana"». Diario del AltoAragón (em espanhol) 
  2. «Propuesta Ortografica Provisional de l'Academia de l'Aragonés» (PDF) (em aragonês). Academia do Aragonês. Consultado em 13 de setembro de 2020 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.