Abrir menu principal
Adauto Pereira
Deputado federal pela Paraíba
Período 1983-2003
Dados pessoais
Nascimento 4 de junho de 1935
Pombal, PB
Morte 27 de dezembro de 2003 (68 anos)
Chapecó, SC
Partido PDS, PFL
Profissão Agropecuarista e industrial

Adauto Pereira de Lima (Pombal, 4 de junho de 1935 - Chapecó, 27 de dezembro de 2003) foi um agropecuarista, industrial e político brasileiro[1].

BiografiaEditar

 
Assinatura de Adauto Pereira na Constituição de 1988. Arquivo Nacional.

Nascido em uma família de políticos, Adauto Pereira tornou-se conhecido, durante os 19 anos de mandato como deputado federal, por não ter nenhum pronunciamento em sua página na época que esteve na Câmara dos Deputados[2]. Elegeu-se pela primeira vez em 1982, aos 47 anos de idade - pelo antigo PDS, obteve 47.600 votos, sendo o quinto mais votado na Paraíba.

Reeleito em 1986, deixa o PDS em 1990 para integrar-se ao PFL, onde se reelegeria por mais 4 oportunidades - 1990, 1994, 1998 e 2002, sendo que nesta última legislatura, permaneceu por apenas dez meses.

MorteEditar

Em 27 de dezembro de 2003, Adauto é encontrado morto em um hotel na cidade catarinense de Chapecó, aos 68 anos. Ele foi vítima de um infarto fulminante.

Sepultado em sua cidade natal[3], o ex-deputado deixou a esposa Mirtes Pereira, além de dois filhos (Francisco e Thyanna) e três irmãos (Ademar, Adriano e Aércio, que foi deputado estadual).

Referências

  1. Perfil de Adauto Pereira - Políticos do Brasil
  2. Adauto: a morte do enigma Arquivado em 4 de janeiro de 2015, no Wayback Machine. - Blog de Walter Santos
  3. Autoridades estaduais prestigiam sepultamento do Deputado Adauto Pereira - O Bê-a-bá do Sertão
  Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.