Abrir menu principal
Ecorregiões afromontanas: I. Mesetas de África ocidental e dos Camarões; II. mesetas da Etiópia e da Arábia; III. Rifte ocidental (Albertino); IV. Rifte oriental; V. Rifte meridional; VI. Mesetas orientais; e VII. Drakensberg.

Domínio afromontano, ou região afromontana, é a designação adoptada em biogeografia e ecologia para designar as sub-regiões da ecozona afro-tropical caracterizadas por ecossistemas de montanha. Nestas regiões ocorrem as espécies de plantas e de animais característicos das zonas montanhosas da África e da região meridional da Península Arábica.[1] As regiões afromontanas de África são descontínuas, separadas umas das outras por extensas áreas mais baixas, razão que justifica serem frequentemente referidas por «arquipélago afromontano», já que a sua distribuição é análoga a uma série de ilhas celestes.[2]

Índice

GeografiaEditar

As comunidades afromontanas aparecem em altitudes de entre 1 500 m e 2 000 m na região equatorial, mas descem até altitudes muito menores, cerca dos 300 m nas Florestas montanas de Knysna-Amatole na África do Sul.[3] Os bosques afromontanos são geralmente mais frescos e mais húmidos que as florestas das terras baixas que os rodeiam.[4]

FloraEditar

Nestas formações ocorrem plantas dos géneros Podocarpus e Afrocarpus, em conjunto com Prunus africana, Hagenia abyssinica, Juniperus procera e diversas espécies do género Olea. Nas altitudes maiores ocorrem formações que se integram no tipo de flora afroalpina.[1]

Sao endémicas afromontanas as famílias de plantas Curtisiaceae e Oliniaceae, enquanto a família Barbeyaceae é quase endémica. Os géneros arbóreos Afrocrania, Balthasaria, Curtisia, Ficalhoa, Hagenia, Kiggelaria, Leucosidea, Platypterocarpus, Trichocladus, Widdringtonia e Xymalos são endémicos afromontanos, bem como os géneros herbáceos Ardisiandra, Cincinnobotrys e Stapfiella.[1]

Notas

  1. a b c White, F. (1983). The vegetation of Africa: a descriptive memoir tono accompany the UNESCO/AETFAT/UNSO vegetation map of Africa by F. White. UNESCO, Paris.
  2. F. White: The Afromontane region. In: M. J. A. Werger (Ed.): Biogeography and Ecology of Southern Africa. Dr. W. Junk Publications, Den Haag 1978, ISBN 90-6193-083-9.
  3. Galley, C. & Linder, H. P. (2006) Geographical affinities of the Capo flora, South Africa. Journal of Biogeography 33 (2), 236-250.
  4. William Edward Duellman: Patterns of Distribution of Amphibians: A Global Perspective. Johns Hopkins University Press, 1999, ISBN 0-8018-6115-2, p. 498.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Região afromontana