Abrir menu principal

Agostinho de Jesus

Agostinho de Jesus
Nascimento 1600
Rio de Janeiro
Morte 1661 (61 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação escultor, religioso

Frei Agostinho de Jesus (c. 1600-1661) foi um dos primeiros escultores a trabalhar no Brasil.[1]

BiografiaEditar

Nascido no Rio de Janeiro, passou boa parte de sua vida na cidade de Santana de Parnaíba, região onde existia um dos grandes mosteiros beneditinos da Grande São Paulo, onde, segundo estudiosos ele residiu durante a maior parte de sua vida e onde confeccionou a imagem de Nossa Senhora da Conceição em terracota, que, mais tarde fora encontrada nas águas do Rio Paraíba do sul, região de Guaratinguetá, em meados de outubro do ano de 1717, dando início a grande devoção à milagrosa santa "aparecida", mais tarde conhecida como Nossa Senhora da Conceição Aparecida, padroeira do Brasil.

EsculturasEditar

 
Nossa Senhora da Purificação (século XVII). Obra de Frei Agostinho de Jesus no Museu de Arte Sacra de São Paulo.

Possivelmente foi tudo de um discípulo do frei Agostinho da Piedade, trabalhando em estilo semelhante na produção de estatuária sacra em terracota. A maior parte de suas obras foram criadas para as congregações beneditinas do Rio de Janeiro e São Paulo. Das suas obras reconhecidas estão as estátuas em tamanho natural de São Bento e de Santa Escolástica, preservadas no Mosteiro de São Bento, e uma Nossa Senhora da Purificação, no Museu de Arte Sacra de São Paulo.

Referências

  1. Ir. João Baptista Barbosa Neto, OSB (2 de março de 2011). «Frei Agostinho de Jesus, Artista Beneditino». Consultado em 18 de janeiro de 2019 

BibliografiaEditar

  • OLIVEIRA, Myriam A. R. de. Escultura no Brasil Colonial. In ARAÚJO, Emanuel. O Universo Mágico do Barroco Brasileiro. São Paulo: SESI, 1998. p. 134.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.