Abrir menu principal

Agricultura patronal

Agricultura patronal é um conceito econômico e jurídico adotado no Brasil, que se contrapõe à agricultura familiar, e que conta, em sua produção, com empregados permanentes ou temporários.[1] Esse tipo de agricultura visa o comércio nacional, com ênfase na própria região do estabelecimento agrícola, enquanto a agricultura familiar se volta à subsistência.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros (julho de 2006). «Agricultura familiar». Cepea/Esalq/USP. Consultado em 30 de setembro de 2009. Arquivado do original em 22 de novembro de 2009 
  Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.