Agripa Fúrio Fuso

Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Agripa Fúrio Medulino Fuso, cônsul em 446 a.C..

Agripa Fúrio Fuso (em latim: Agrippa Furius Fusus) foi um político da gente Fúria nos primeiros anos da República Romana eleito tribuno consular em 391 a.C..

Agripa Fúrio Fuso
Tribuno consular da República Romana
Tribunato 391 a.C.

Tribunato consular (391 a.C.)Editar

 Ver artigo principal: Cerco de Clúsio

Agripa Fúrio foi eleito tribuno consular em 391 a.C. com Caio Emílio Mamercino, Lúcio Lucrécio Tricipitino Flavo, Sérvio Sulpício Camerino, Lúcio Emílio Mamercino e Lúcio Fúrio Medulino.[1] Lívio nomeia como tribuno para este ano um Mânlio Emílio e, para os anos seguintes, um Lúcio Emílio.[1]

A Lúcio Lucrécio e a Caio Emílio coube a campanha contra os volsínios e a Agripa Fúrio e a Sérvio Sulpício, a contra os sapienatos, interrompida por causa da epidemia que se abateu sobre Roma.

Os romanos conseguiram vencer facilmente os volsínios durante a primeira e única batalha campal da campanha e começaram a arrasar o território inimigo, ao fim da qual os volsínios obtiveram uma trégua de vinte anos em troca do quanto fora roubado dos romanos no ano anterior e o pagamento do valor devido aos soldados romanos para o ano corrente. Os sapienatos, depois de saberem da rendição de seus aliados, se retiraram, deixando seu próprio território indefeso aos raides romanos.

Foi durante este tribunato que Marco Fúrio Camilo foi acusado pelo tribuno da plebe Lúcio Apuleio de ter distribuído de modo injusto o butim conseguido depois da captura de Veios, decidiu se exilar voluntariamente em Ardea.

No entanto, os galos sênones (em latim: galli senoni), liderados por Breno, cercaram Clúsio, que enviou embaixadores à Roma para pedir ajuda.[1]

Ver tambémEditar

Tribuno consular da República Romana
 
Precedido por:
'Lúcio Valério Potito II

com Marco Mânlio Capitolino

Lúcio Lucrécio Tricipitino Flavo
391 a.C.

com Lúcio Fúrio Medulino VII
com Sérvio Sulpício Camerino
com Lúcio Emílio Mamercino
com Agripa Fúrio Fuso
com Caio Emílio Mamercino II

Sucedido por:
'Quinto Fábio Ambusto

com Quinto Sulpício Longo
com Cesão Fábio Ambusto IV
com Quinto Servílio Fidenato IV
com Numério Fábio Ambusto
com Públio Cornélio Maluginense II


Referências

  1. a b c Lívio, Ab Urbe Condita V, 3, 32.

BibliografiaEditar

  • T. Robert S., Broughton (1951). «XV». The Magistrates of the Roman Republic. Volume I, 509 B.C. - 100 B.C. (em inglês). I. Nova Iorque: The American Philological Association. 578 páginas