Aguinaldo Batista

ator brasileiro
Aguinaldo Batista
Nascimento março de 1930
Palmares, PE
Morte 23 de agosto de 1980 (50 anos)
Ocupação radialista, humorista, compositor e ator
Cônjuge Conceição

Aguinaldo Batista (Palmares, março de 1930 - (?), 23 de agosto de 1980) foi um radialista, humorista, compositor e ator brasileiro.[1][2]

Com seu estilo engraçado, foi também cronista desportivo.

HistóriaEditar

Antes de ser radialista, teve outras ocupações, tais como: bicheiro, barbeiro, vendedor de títulos de capitalização e caixa.[1][2][3]

Iniciou a vida de radialista na Rádio Tamandaré em 1950, passando para a Rádio Clube de Pernambuco em 1960.[1]

Também atuou na TV Tupi, TV Excelsior e TV Record.[3]

HumoristaEditar

Criou o personagem Azarildo, que contracenava com José Santa Cruz no quadro humorístico Anjinho Cara Suja, componente do programa Atrações do Meio-Dia, da Rádio Clube de Pernambuco.[3]

Atuou em quadros humorísticos nos programas Noite de Black Tie e Você faz o show, na TV Jornal do Commercio.

Na TV Tupi (Rio de Janeiro) atuou em quadros humorísticos, ao lado de Zacarias e Dedé Santana.

CompositorEditar

Compôs músicas populares, algumas de caráter humorístico. Um de seus parceiros foi Luiz Gonzaga, com quem compôs, entre outras:

  • Lula, meu filho,[4]
  • Chapéu de couro e gratidão,
  • O rei volta pra casa
  • Xote ecológico.[5]

AtorEditar

Filmes em que atuou:[1]

AutorEditar

Escreveu a peça teatral Love story à moda da casa.

Ligações externasEditar

Referências

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.