Abrir menu principal
Alberto Tota
Nascimento 1882
Lisboa
Cidadania Portugal
Ocupação escritor, jornalista

Alberto António May Tota (em grafia antiga Alberto António May Totta) CvC (Lisboa, 22 de Janeiro de 1882 - ?) foi um solicitador e publicista português.[1]

BiografiaEditar

O pai era de ascendência Judaica Sefardita e a mãe era de ascendência Inglesa.

Foi Secretário de vários Ministros e Governadores Civis, Vereador dos Municípios de Lisboa e de Sintra, Mesário da Santa Casa da Misericórdia de Sintra, Director da Adega Regional de Colares e do Sindicato Agrícola da Região de Colares. Foi, também, Director dos Hospitais Civis de Lisboa.[1]

Escreveu várias monografias sobre desportos e política, e, entre elas, A História do Clube Naval de Lisboa.[1]

Juntamente com F. Machado, publicou Recordações duma Colonial: Memórias da Preta Fernanda (1912).

Colaborou nos jornais: "Mundo", "Sports Ilustrados", "Voz de Torres", "Plebe", "Sintra Regional" e "Jornal de Sintra".[1]

Foi Cavaleiro da Ordem Militar de Cristo a 28 de Junho de 1919[2] e Oficial da Ordem do Mérito Naval de Espanha.[1]

Referências

  1. a b c d e Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 32. 321 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Alberto Tota". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 14 de dezembro de 2015