Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaAmylocorticiales
Classificação científica
Reino: Fungi
Filo: Basidiomycota
Classe: Agaricomycetes
Subclasse: Agaricomycetidae
Ordem: Amylocorticiales
K.H.Larss., Manfr. Binder & Hibbett (2010)
Família: Amylocorticiaceae
Jülich (1981)
Género-tipo
Amylocorticium
Pouzar (1959)

Amylocorticiales é uma ordem de fungos da classe Agaricomycetes. Esta ordem foi circunscrita em 2010 para conter sobretudo formas ressupinadas dos géneros Anomoporia, Amyloathelia, Amylocorticiellum, Amylocorticium, Amyloxenasma, Anomoloma, Athelia, Athelopsis, Ceraceomyces, Hypochniciellum, Leptosporomyces e Serpulomyces.

FilogenéticaEditar











Anomoloma



Hypnochniciellum molle






Plicaturopsis



Irpicodon




Ceraceomyces






Amyloxenasma



Atheliopsis lacerata





Amylocorticium





Podoserpula pusio



Amylocorticiellum





Anomoporia kamtschatica




Amyloathelia crassiuscula




Anomoporia





Serpulomyces



Leptosporomyces septentrionalis




Filogenia e relações das sequências de ADN ribossómico de Amylocorticiales.[1]

Esta ordem contém um dos três grupos de linhagens basais de Agaricomycetidae que contêm fungos corticioides; os outros dois grupos são Jaapiales e Atheliales.[1] Embora vários estudos moleculares confirmam a colocação de Amylocorticiales em Agaricomycetidae, a sua relação com outros taxones de nível alto não é conhecida com exactidão. Dependendo dos loci usados para fazer a análise, a ordem é suportada como clado irmão de Agaricales, ou como irmão de um clado que contém Boletales e Atheliales.[2][3][4][5]

DescriçãoEditar

As espécies de Amylocorticiales formam corpos frutíferos efusos (estirados formando um crescimento similar a uma película), efuso-reflexos (estirados mas com orlas enroladas) a quase pileados (com chapéu), ou estipitados (com um estipe). Possuem himenóforos lisos que podem ser merulioides (enrugados com cristas baixas e desiguais), irpicoides (com "dentes") ou poroides (com poros). O sistema hifal é monomítico (contendo apenas hifas geradoras) e todas as hifas são nodosseptadas (com nós e septos). Os cistídios são raros e quando presentes, são tubulares e frequentemente nodosseptados. Os basídios (células portadoras de esporos), são geralmente terminais, mas num género são laterais em hifas horizontais (pleurobasídios), produzindo invariavelmente quatro esporos. Os basidiósporos são lisos, de parede fina ou grossa, com forma elipsoidal, cilíndrica ou alantoide (em forma de salchicha), na maioria das espécies amiloides. Entre os taxones que não apresentam reacções amiloides incluem-se Ceraceomyces, Podoserpula, Serpulomyces e Leptosporomyces septentrionalis. As espécies são saprófitas de madeira em decomposição ou parasitas de plantas. Amylocorticiales tipicamente causam podridão castanha ou podridão branca.[1]

GénerosEditar

ReferênciasEditar

  1. a b c Binder M, Larsson K-H, Matheny PB, Hibbett DS. (2010). «Amylocorticiales ord. nov. and Jaapiales ord. nov.: Early diverging clades of Agaricomycetidae dominated by corticioid forms». Mycologia. 102 (4): 865–80. PMID 20648753. doi:10.3852/09-288 
  2. Binder M, Hibbett DS, Larsson KH, Larsson E, Langer E, Langer G. (2005). «The phylogenetic distribution of resupinate forms across the major clades of mushroom-forming fungi (Homobasidiomycetes)». Systematics and Biodiversity. 3: 113–57. doi:10.1017/S1477200005001623 
  3. Hibbett DS, Binder M. «Evolution of complex fruiting-body morphologies in homobasidiomycetes». Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences. 269 (1504): 1963–9. PMC 1691125 . PMID 12396494. doi:10.1098/rspb.2002.2123 
  4. Larsson K-H, Larsson E, Koljalg U. (2004). «High phylogenetic diversity among corticioid homobasidiomycetes». Mycological Research. 108 (9): 983–1002. PMID 15506012. doi:10.1017/S0953756204000851 
  5. Larsson KH. (2007). «Re-thinking the classification of corticioid fungi». Mycological Research. 111 (9): 1040–63. PMID 17981020. doi:10.1016/j.mycres.2007.08.001 

Ligações externasEditar