Aníbal de Mesquita Guimarães

Aníbal de Mesquita Guimarães GCCCvAOAComAGCA (Porto, Santo Ildefonso, 5 de Novembro de 1882Lisboa, São Sebastião da Pedreira, 22 de Maio de 1952) foi um oficial da Armada Portuguesa, onde atingiu o posto de vice-almirante, e político ligado ao regime do Estado Novo que ocupou as pastas de Ministro da Marinha e Ministro dos Negócios Estrangeiros (interino) em governos presididos por José Vicente de Freitas e Oliveira Salazar.[1]

Aníbal de Mesquita Guimarães
Aníbal de Mesquita Guimarães
Aníbal de Mesquita Guimarães.
Nascimento 5 de novembro de 1882
Porto
Morte 22 de maio de 1952
Cidadania Portugal, Reino de Portugal
Ocupação servidor público
Prêmios
  • Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo
  • Grã-Cruz da Ordem Militar de Avis
  • Comendador da Ordem Militar de Avis
  • Oficial da Ordem Militar de Avis
  • Cavaleiro da Ordem Militar de Avis
  • Grand Cross of Naval Merit with white badge (1930)

Biografia

editar

Foi Ministro da Marinha dos 4.º e 5.º Governo da Ditadura Nacional, presididos por José Vicente de Freitas, exercendo funções de 18 de abril de 1928 a 8 de julho de 1929.

Foi Ministro da Marinha dos 8.º e 9.º Governo da ditadura, exercendo funções de 5 de julho de 1932 a 18 de janeiro de 1936, tendo nesse período por diversas vezes acumulado as funções de Ministro dos Negócios Estrangeiros interino.[2]

A 11 de Março de 1919 foi feito Cavaleiro da Ordem Militar de São Bento de Avis, a 19 de Outubro de 1920 foi elevado a Oficial da mesma Ordem, a 28 de Abril de 1928 foi elevado a Comendador da mesma Ordem, a 15 de Abril de 1929 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Nosso Senhor Jesus Cristo e a 21 de Fevereiro de 1951 foi elevado a Grã-Cruz da Ordem Militar de São Bento de Avis.[3]

Referências e Notas

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.