Abrir menu principal

Angèle de la Barthe (c. 1230 - 1275) era uma mulher de Toulouse, França, que foi julgada por bruxaria e condenada à morte pela Inquisição medieval em 1275.[1] Ela foi popularmente descrita como a primeira pessoa a ser colocada à morte por feitiçaria herética durante as perseguições de bruxas medievais.[1] Estudiosos recentes têm sugerido que a sua história e julgamento, foram fabricados por um escritor do século 15.[2]

Índice

Acusação, julgamento e execuçãoEditar

Ela foi acusada pelo Inquisidor Hugues de Beniols (o chefe supremo da Inquisição de Toulouse)[3] de ter relações sexuais habituais com o Diabo e dar à luz, sete anos antes dos 53 anos de idade, a um monstro com cabeça de lobo e uma cauda de serpente.[4] O único alimento do monstro consistia em bebês, que eram mortos por Angele de la Barthe ou retirado da sepulturas dos cemitérios de Tolouse.[5] Ela confessou ter alimentado seu filho com bebês por dois anos, antes de o monstro fugir no meio da noite.[4] Ela também se vangloriou de ter tido relações sexuais com o Diabo.[5] Angèle de la Barthe foi considerada culpada e queimada viva na Praça Saint Stephen, em Toulouse.[3]

LegadoEditar

Estudiosos contemporâneos têm dúvidas sobre a veracidade da história de Angèle de la Barthe, pois não há menção de seu julgamento nos registros de Toulouse da época.[3] Além disso, em 1275, a bruxaria ainda não era considerada um crime.[3] Em última análise, a crônica do século XV a partir do qual a história dela deriva é considerada ficcional.[3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Kinsman, Robert S. 1974. The Darker vision of the Renaissance: beyond the fields of reason. Berkeley: University of California Press. 35.
  2. Medway, Gareth J. 2001. Lure of the sinister: the unnatural history of Satanism. New York: New York University Press. 98.
  3. a b c d e Medway, Gareth J. 2001. Lure do sinistro: a história natural do satanismo. New York: New York University Press. 98.
  4. a b Lea, Henry Charles. 1888. História da inquisição da Idade Média, vol. Vol. 3. 3. New York, NY: Harper & Brothers. 384.
  5. a b Summers, Montague. 1958. A geografia da bruxaria. Evanston [Illinois]: University Books. 362.