Abrir menu principal

María de los Ángeles del Sagrado Corazón de Jesús Trujillo Martínez (10 de Junho de 1939, Neuilly-sur-Seine, Paris, França),[1] conhecida como Angelita Trujillo, é uma escritora dominicana. É mais conhecida como a filha predileta do ex-ditador da República Dominicana Rafael Trujillo.[2]

JuventudeEditar

Angelita Trujillo é a filha do homem-forte da República Dominicana, o Generalíssimo Rafael Trujillo, e de sua terceira esposa María de los Ángeles Martínez y Alba, conhecida como la Españolita por causa de sua origem espanhola[1]

Trujillo teve uma infância privilegiada. Foi uma enviada especial do governo da República Dominicana para a coroação da rainha Elizabeth II do Reino Unido em 1953. [3] Dois anos mais tarde, foi celebrada em Ciudad Trujillo (atual Santo Domingo) a Feira da Paz e da Confraternidade do Mundo Livre, na qual Angelita, com dezesseis anos de idade, foi coroada como "Rainha Angelita I" por presidir a exposição mundial. [4]

ExílioEditar

Após o assassinato de seu pai em 1961, a família Trujillo exilou-se para Paris e depois para Madrid. Em Espanha, Trujillo se divorciou do coronel Luis José León Estévez. Após sete anos em Madrid, Trujillo mudou-se para Nova Iorque, onde se encontrou com o coronel Luis José Domínguez Rodríguez, e se casou com ele. [5]

ObrasEditar

  • "Trujillo, mi padre, en mis memorias" (2010)

Referências

  1. a b Espinal
  2. Thomas
  3. Raifi Genao
  4. Crassweller
  5. Franjul

BibliografiaEditar