António Maria Correia de Sá e Benevides Velasco da Câmara

diplomata português
António Maria Correia de Sá e Benevides Velasco da Câmara
Nascimento 1797
Lisboa
Cidadania Portugal
Ocupação diplomata
Prêmios Comendador da Ordem de Cristo

António Maria Correia de Sá e Benevides Velasco da Câmara (Santos-o-Velho, Lisboa, 28 de julho de 1786 - Lisboa, 5 de junho de 1844), 6.º visconde de Asseca (com Grandeza (6 de setembro de 1798)), foi fidalgo da Casa Real, Almotacé-Mor do Reino (17 de agosto de 1817) e conselheiro do rei D. João VI de Portugal, veador da rainha D. Carlota Joaquina, comendador das comendas de São Julião de Cássia no bispado de Aveiro, de Santa Maria de Mesquitela, de São Salvador da Lagoa e de São Salvador de Riba de Basto, todas na Ordem de Cristo[1].

Chegou ser indigitado par do Reino por carta régia de 30 de abril de 1826, de que prestou juramento e tomou posse na respectiva câmara, na sessão de 14 de novembro do referido ano, mas devido a ser um ferrenho partidário contra os liberais durante a Guerra civil portuguesa[2], foi suspenso do exercício do pariato, por efeito das disposições do decreto com força de lei, de 28 de maio de 1834[1].

Viveu no Brasil e em Portugal.

Seguindo a carreira das armas, e sendo capitão de cavalaria, acompanhou como ajudante de campo o general Gomes Freire de Andrade, quando este saiu do reino, em 1808, por ordem de Junot, com a Legião Portuguesa. Militou na divisão portuguesa, que em 1812, junta ao exército francês, tomou parte na campanha da Rússia, porém conseguindo evadir-se, voltou à pátria, e foi preso na torre de Belém, por ter servido nos exércitos de Napoleão, mas por sentença da Relação de Lisboa, de 12 de junho de 1813, foi julgado inocente e livre de toda a culpa.

Foi, a partir de 1828, o representante de D. Miguel I em Londres não tendo as suas credenciais como embaixador de Portugal sido aceites pelo governo britânico[1][3].

Dados GenealógicosEditar

Era filho de Salvador Correia de Sá Benevides Velasco, 5.º visconde de Asseca (com Grandeza), almotacè do Reino, marechal de campo, e de sua primeira mulher, a viscondessa D. Helena Gertrudes José de Melo, filha dos 1.os marqueses de Sabugosa, e 7.os condes de São Lourenço, António Maria César de Melo Silva e Meneses, e D. Joaquina Josefa Benta Maria de Meneses[4].

Casou a 10 de janeiro de 1818 com D. Rita de Castelo Branco (8 de Dezembro de 1790 - Cemitério dos Prazeres, Lisboa, 10 de agosto de 1867), em casa de mãe dela no Rio de Janeiro, filha dos 1.os marqueses de Belas, e 6.os condes de Pombeiro, José Luís de Vasconcelos e Sousa, conselheiro de Estado; capitão da Guarda Real Portuguesa, alcaide-mor de Vila Franca de Xira, grã-cruz da Ordem de S. Tiago da Espada, e da antiga Ordem da Torre Espada; grã-cruz da Legião de Honra de França, embaixador extraordinário à corte de Londres, regedor das justiças, desembargador do paço, casado com D. Maria Rita de Castelo Branco Correia da Cunha da casa dos marqueses de Belas e condes de Pombeiro[5].

Filhos:

Referências

  1. a b c Asseca (António Maria Correia de Sá Benevides Velasco da Câmara, 6.º visconde de), Portugal - Dicionário Histórico, Corográfico, Heráldico, Biográfico, Bibliográfico, Numismático e Artístico, Volume I, págs. 794-795, edição em papel de 1904-1915 de João Romano Torres - Editor. Edição electrónica de 2000-2010, de Manuel Amaral
  2. Com quantos tolos se faz uma República?: Padre Correia de Almeida e sua sátira ao Brasil oitocentista.por Maria Marta Martins de Araújo, Editora UFMG, 2007, pág. 135
  3. Reinado de D. Miguel, Volume 1, por António Ferrão, 1940, pág. 27
  4. Costados das familias illustes [sic] de Portugal, Algarves, Ilhas, e Indias: obra que a el Rei fidelissimo o muito alto e poderoso Senhor D. Miguel Primeiro, Volume 1, por José Barbosa Canaes de Figueiredo Castello Branco, na Impressão Regia, 1829, pág, 29
  5. Correia de Sá, por Carlos Eduardo de Almeida Barata
  6. Correia de Sá, por Carlos Eduardo de Almeida Barata, nota 12-1
  7. Correia de Sá, por Carlos Eduardo de Almeida Barata, nota 12-2
  8. Fidalgos e morgados de Vila Real e seu termo: genealogias, brazões, vínculos, Volume 1, por Júlio A. Teixeira, J.A. Telles da Sylva, 1946, pág. 94
  9. Asseca (António Maria Correia de Sá e Benevides Velasco da Câmara, 8.º visconde de), Portugal - Dicionário Histórico, Corográfico, Heráldico, Biográfico, Bibliográfico, Numismático e Artístico, Volume I, pág. 795, Edição em papel, João Romano Torres - Editor, 1904-1915, Edição electrónica, por Manuel Amaral, 2000-2012
  10. Correia de Sá, por Carlos Eduardo de Almeida Barata, nota 12-3
  11. Almeida. Família, Condes de Avintes, Condes e Marqueses de Lavradio (1664-1910), criado por Filipa Lopes, invent arq
  12. Portugal antigo e moderno; diccionario ... de todas as cidades, villas e freguezias de Portugal e de grande numero de aldeias, Volume 1, por Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de Pinho Leal, editado por Mattos Moreira, 1873, pág. 245
  13. Últimas Gerações Entre-Douro e Minho, por José de Sousa Machado, Tipografia de «Paz», Braga, 1931, tomo I, pág. 17

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.