Apeadeiro de Azaruja

apeadeiro em Portugal

O Apeadeiro de Azaruja foi uma interface encerrada da Linha de Évora, que servia a localidade de Azaruja, no Município de Évora, em Portugal.

Azaruja
Linha(s): Linha de Évora
(PK 135,972)
Coordenadas: 38° 42′ 10,3″ N, 7° 49′ 30,3″ O
Município: Évora
Encerramento: 1 de Janeiro de 1990

História editar

 
Anúncio de 1874, para comboios especiais a preços reduzidos de Estremoz (Ameixial) e Évora até Azaruja, para uma tourada.

Durante o planeamento da linha a seguir a Évora, na Década de 1860, estava previsto que a via passasse entre Vale do Pereiro e Azaruja, sendo estas povoações servidas por duas estações, embora não se tenha ainda decidido onde iriam ficar localizadas.[1] Este apeadeiro fazia parte do lanço entre Évora e o Vale do Pereiro da Linha de Évora, que abriu à exploração em 5 de Setembro de 1871.[2] Em 1913, Azaruja surgia nos horários com categoria de estação.[3]

Em 1934, a comissão administrativa do Fundo Especial dos Caminhos-de-Ferro autorizou que se procedesse ao calcetamento da estrada de acesso ao cais.[4]

O troço entre Évora e Estremoz deixou de ter serviços de passageiros em 1 de Janeiro de 1990.[5] Os serviços de mercadorias continuaram até ao final da exploração, em 2009, e em 2011 este lanço foi oficialmente desclassificado.[6]

Ver também editar

Referências

  1. ABRAGÃO, Frederico de Quadros (1 de Agosto de 1959). «No Centenário dos Caminhos de Ferro em Portugal: Algumas notas sobre a sua história» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 72 (1719). p. 286-289. Consultado em 4 de Junho de 2013 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  2. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 69 (1652). 16 de Outubro de 1956. p. 528-530. Consultado em 4 de Junho de 2013 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  3. «Évora - Casa Branca, Evora, Villa Viçosa e vice-versa» (PDF). Guia official dos caminhos de ferro de Portugal. Ano 39 (168). Outubro de 1913. p. 100. Consultado em 5 de Junho de 2013 – via Biblioteca Digital de Portugal 
  4. «Notícias Ferroviárias» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. Ano 46 (1111). 1 de Abril de 1934. p. 190. Consultado em 3 de Maio de 2013 – via Hemeroteca Digital de Lisboa 
  5. «CP encerra nove troços ferroviários». Diário de Lisboa. Ano 69 (23150). Lisboa: Renascença Gráfica. 3 de Janeiro de 1990. p. 17. Consultado em 23 de Fevereiro de 2021 – via Casa Comum / Fundação Mário Soares 
  6. «Transporte Ferroviário - Relatório Anual de Segurança de 2011» (PDF). Lisboa: Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres. 14 de Setembro de 2012. p. 24. Consultado em 5 de Junho de 2013. Arquivado do original (PDF) em 19 de Abril de 2016 

Ligações externas editar



  Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

{Portal3|Portugal|Comboio}}