Abrir menu principal
Urrós
Inauguração 22 de Maio de 1938
Encerramento 1 de Agosto de 1988
Linha(s) Linha do Sabor
(PK 88,277)
Coordenadas 41° 22′ 02,93″ N, 6° 29′ 44,69″ O
Concelho Mogadouro
Serviços Ferroviários {{{serviços ferroviarios}}}
Horários em tempo real

O Apeadeiro de Urrós foi uma gare ferroviária da Linha do Sabor, que servia a localidade de Urrós, no Concelho de Mogadouro, em Portugal.

Índice

HistóriaEditar

Construção e inauguraçãoEditar

Em 1932, estava em construção o troço da Linha do Sabor entre Mogadouro e Urrós.[1] Em 1937, este troço ainda estava em obras, junto com a continuação até Duas Igrejas - Miranda.[2]

Na II Série do Diário do Governo n.º 33, de 10 de Fevereiro de 1938, foi publicado um diploma que ratificou o auto da recepção definitiva da empreitada n.º 2 da Linha do Sabor, executada pela Companhia Geral de Construção; entre as várias obras constantes da empreitada, incluía-se a instalação da via férrea e da linha telefónica até Urrós, e a construção deste apeadeiro, que era constituído por um edifício de passageiros, uma retrete, uma plataforma, um cais de mercadorias e a correspondente via de topo, as vedações, uma placa para inversão de locomotivas, um depósito de água, e uma segunda linha.[3]

O tramo entre Mogadouro e Duas Igrejas - Miranda foi inaugurado em 22 de Maio de 1938.[4]

EncerramentoEditar

A Linha do Sabor foi encerrada em 1 de Agosto de 1988.[5][6]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «A Direcção Geral dos Caminhos de Ferro e o ano findo» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 46 (1081): 15-16. 1 de Janeiro de 1933. Consultado em 19 de Agosto de 2014 
  2. SOUSA, José Fernando de (1 de Fevereiro de 1937). «Abertura do novo troço da Linha de Portalegre» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 49 (1179): 75-77. Consultado em 19 de Agosto de 2014 
  3. «Parte Oficial» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 50 (1204): 103-106. 16 de Fevereiro de 1938. Consultado em 19 de Agosto de 2014 
  4. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 69 (1652): 528-530. 16 de Outubro de 1956. Consultado em 19 de Agosto de 2014 
  5. GARCIAS, Pedro. «Saudades do comboio na Linha do Sabor». Jornal Público. Consultado em 19 de Agosto de 2014 
  6. REIS et al, p. 150

BibliografiaEditar

  • REIS, Francisco; GOMES, Rosa; GOMES, Gilberto; et al. (2006). Os Caminhos de Ferro Portugueses 1856-2006. [S.l.]: CP-Comboios de Portugal e Público-Comunicação Social S. A. 238 páginas. ISBN 989-619-078-X 

Ligações externasEditar