Abrir menu principal
Apedrejamento do Diabo na cidade de Mina

O apedrejamento do Diabo (em árabe: رمي الجمرات ramī aj-jamarāt, lit. "apedrejamento de jamarāt [local dos pedregulhos][1][2][3]) é um ritual muçulmano que consiste em jogar pedras num pilar em Mina, Arábia Saudita, é um ritual que lembra a peregrinação de Abraão à Meca.[4]

PisoteamentosEditar

Em 1998, 107 pessoas morreram pisoteadas no último dia da cerimônia muçulmana do Haj, a peregrinação a Meca, na Arábia Saudita. O incidente aparentemente se iniciou no mesmo local onde, em 1994, 270 pessoas morreram esmagadas em acidente semelhante e em 1997, 343 pessoas morreram e cerca de 1.500 ficaram feridas na correria após um incêndio ter consumido as barracas que alojam os peregrinos, em Mina.[5] Em 2015, um acidente durante o ritual de apedrejamento do diabo deixou ao menos 717 pessoas mortas em Mina, cidade próxima a Meca.[6][7]

Referências

  1. Sir Richard Francis Burton (1857). Personal Narrative of a Pilgrimage to El Medinah and Meccah. Longman, Brown, Green, Longmans, and Roberts. p. 226.
  2. Abū Dāʼūd Sulaymān ibn al-Ashʻath al-Sijistānī (1984). Sunan Abu Dawud: Chapters 519-1337. Sh. M. Ashraf.
  3. Patrick Hughes; Thomas Patrick Hughes (1995). Dictionary of Islam. Asian Educational Services. p. 225. ISBN 978-81-206-0672-2.
  4. Raj Bhala (2011). Understanding Islamic Law. LexisNexis. p. 338. ISBN 978-1-57911-042-0.
  5. «Peregrinação à Meca acaba com tragédia». Folha de S. Paulo. 10 de abril de 1998. Consultado em 23 de dezembro de 2014 
  6. http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2015/09/24/tragedia-em-peregrinacao-religiosa-deixa-mais-de-200-mortos-na-arabia-saudita.htm
  7. http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/09/tragedia-durante-peregrinacao-na-arabia-saudita-mata-centenas.html

Ver tambémEditar