Abrir menu principal

Wikipédia β

Argivai

localidade e antiga freguesia de Portugal

Argivai é uma zona urbana da Póvoa de Varzim em Portugal. Localizada na União das Freguesias de Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai É paróquia desde a época medieval, foi também uma antiga freguesia civil, teve esse estatuto civil entre 1836 e 1842 e, pela última vez, entre c. 1853 e 2013[2]. É uma das freguesias eclesiásticas da cidade da Póvoa de Varzim, e está dividida em duas partes: Argivai e Gândara.

Portugal Argivai  
—  Freguesia portuguesa extinta  —
Argivai está localizado em: Portugal Continental
Argivai
Localização de Argivai em
Coordenadas 41° 22' 32" N 8° 43' 57" O
Concelho primitivo Póvoa de Varzim
Concelho (s) atual (is) Póvoa de Varzim
Freguesia (s) atual (is) Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai
Extinção 2013
População (2011[1])
 - Total 2 163

Paróquia-mãe da Póvoa até ao século XV. Pinho Leal em Portugal Antigo e Moderno identifica como certo que o primeiro assento da igreja de Argivai foi no lugar da Varzinha e este identifica este lugar como a Póvoa de Varzim. A Argivai estão associadas devoções religiosas poveiras (e, por inerência, das Caxinas e Poça da Barca), como o Senhor dos Milagres, Nossa Senhora do Bom Sucesso e o Dia do Anjo.[3]

Índice

História da paróquiaEditar

O nome da paróquia é de origem germânica e provem de Argivadi~, de que é memória viva o Castro de Argivai; no entanto é popularmente conhecida na Póvoa de Varzim como Anjo. A Argivai está associado o Dia do Anjo, quando a população da Póvoa de Varzim se reunia nas bouças de Argivai para um piquenique familiar, visto que parte da população tinha ali origem.

 
Aqueduto de Santa Clara em Argivai.

Em 1220, o Rei D. Afonso II tinha em Argivai 22 casais rústicos e um amo do rei, possivelmente um aio de D. Sancho I, filho deste e de D. Maria Pais Ribeira, senhora de Vila do Conde e amante de D. Sancho I, conhecida como Ribeirinha. Em Quintela, havia um bom casal reguengo, que tinha passaro possivelmente um de "paço" no tempo de D. Sancho. Em Quintela, é recente o topónimo do Campo do Paço, casa com privilégios de Couto ou honra. Segundo o Tombo da Casa de Bragança, à casa estavam ligados os Condes de Barcelos e os descendentes de D. Maria Pais.[4]

Outrora a paróquia de Argivai abarcava todo o território de Varzim. Note-se contudo que Varzim era, desde a fundação do condado portucalense, um vasto terrório feudal com autonomia administrativa e militar, uma honra de cavaleiros, abarcando todo o território desde a costa aos montes de Laundos e Terroso. Nas inquirições de 1220, diz-se que no Reguengo de Varzim, que era pousa do mordomo do Rei, havia 20 casais, que davam ao rei, quando aí vinha, 6 dinheiros por pensão.[4]

Em 1626, a abadessa do mosteiro de Santa Clara em Vila do Conde, D. Maria de Meneses, deu início à construção de um aqueduto que transportaria as águas de uma nascente em Terroso até ao mosteiro. O aqueduto rapidamente se tornou na principal marca paisagística e arquitectónica da freguesia.

Com a autonomia política da Póvoa de Varzim e a permanência da paróquia de Argivai nos domínios de Barcelos, o seu território foi objecto de contenda entre os dois concelhos. Vindo a paróquia de Argivai a perder, novamente, território em 1707, anexado à Póvoa de Varzim. Em 1836, a freguesia hoje é anexada ao concelho da Póvoa de Varzim. No ano de 1842, a freguesia de Argivai chega mesmo a desaparecer, sendo anexada à freguesia da Póvoa de Varzim.[4] Já pouco antes da nova reforma de 1853, a freguesia já se encontrava recuperada.

Apenas em 2006 com o novo plano de urbanização, a povoação passa a integrar a cidade de forma plena e conhece uma significativa expansão populacional e a instalação de equipamentos comuns para as cidades da Póvoa de Varzim e Vila do Conde, nomeadamente o pólo da Escola Superior de Estudos Industriais e Gestão, o futuro Centro Hospitalar Póvoa de Varzim/Vila do Conde e o Centro Empresarial Agros.

Em 2013, no ambito de uma reforma administrativa nacional, perde o estatuto de freguesia civil e é agregada às freguesias de Beiriz e Póvoa de Varzim, passando a fazer parte da União das Freguesias de Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai.

GeografiaEditar

A povoação é dividida em doze lugares: Aguieira, Bom Sucesso, Calves, Casal do Monte, Cassapos, Gândara, Igreja, Fiéis de Deus, Oliveira, Padrão, Pedreira e Quintela. O INE considera lugares apenas Bom Sucesso, Calves, Casal do Monte, Gândara, Padrão e Pedreira.

Paróquia

Argivai é paróquia antiga. No século XI, o "Censual" de Braga refere-a na Terra de Faria com o título "De Sancto Micahele de Argivai".[5]

A paróquia foi perdendo importância e território com o desenvolvimento urbano da Póvoa de Varzim com a sua autonomia civil e, posteriormente também, religiosa.[5]

PatrimónioEditar

 
Freguesias do concelho da Póvoa de Varzim. A azul a freguesia de Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai (a tracejado os limites das antigas freguesias).

DemografiaEditar

Lugar População
(2001)
Bom Sucesso[6] 156
Calves[7] 138
Casal do Monte[6] 398
Gândara[6][8] 1071
Padrão[6] 48
Pedreira[6] 366

Nº de habitantes

 

[9]

ColectividadesEditar

  • União Desportiva e Cultural de Argivai - constituída em 1988

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 22 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19,Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 22 de Março de 2014.
  3. As Procissões na Póvoa de Varzim (1900 – 1950). Volume 1 - Deolinda Carneiro, Faculdade de Letras da Universidade do Porto
  4. a b c Baptista de Lima, João (2008). Póvoa de Varzim - Monografia e Materiais para a sua história. [S.l.]: Na Linha do horizonte - Biblioteca Poveira CMPV 
  5. a b Portal da Póvoa de Varzim - Argivai
  6. a b c d e Os lugares de Bom Sucesso, Casal do Monte, Gândara, Padrão e Pedreira passaram a ser considerados zona urbana da cidade da Póvoa de Varzim desde 2006, desde essa data são tidos como zonas da cidade e não como localidades
  7. O lugar de Calves é partilhado com Beiriz, assim parte da população é incluída nessa freguesia.
  8. A população refere-se apenas ao antigo lugar e não à parte da cidade que é significativamente superior.
  9. INE Biblioteca Digital

Ligações externasEditar