Arma automática

Arma automática é aquela que usa a força do projétil para expelir e ejetar o cartucho (cápsula) e recarregar uma nova munição. Normalmente esses tipos de armas atiram enquanto o gatilho estiver puxado (ou outro dispositivo de ativação) e tiver munição.

Um soldado americano armado com sua metralhadora M249.

HistóricoEditar

Seu uso começou principalmente da necessidade de uma cadência maior de disparos, primordialmente em armas reservas. Os primeiros revólveres a usar este sistema tinham um tambor rotativo que girava a cada premir do gatilho,[1] sendo primeiramente de carregamento manual e, mais tarde, por cartuchos. Atualmente este sistema é usado em pistolas, e em alguns rifles de precisão, onde uma alta taxa de tiros comprometeria a controlabilidade da rajada e/ou a precisão. Também é um modo de tiro opcional em metralhadoras de mão e fuzis de assalto.[2] O Revolver Rossi Princes calibre .22LR por exemplo era um revolver de acionamento automático onde se dava seus disparos através de acionamento coronariano pela culatra do revolver.

Arma semiautomáticaEditar

 
Ilustração tridimensional de uma carabina semiautomática Franchi SPAS-12.
 Ver artigo principal: Arma semiautomática

Armas semiautomáticas são diversos gêneros de armas de fogo que atiram um projétil por cada aperto do gatilho, podendo usar a energia do disparo para recarregar um novo cartucho, ou através de um sistema mecânico próprio, sendo que seu principal uso se deu pelos revólveres com tambor.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 30 de agosto de 2014. Arquivado do original em 6 de janeiro de 2015 
  2. Danillo Ferreira (26 de maio de 2010). «Especial Armas de Fogo – Metralhadora MT 40 Taurus». Abordagem Policial. Consultado em 3 de setembro de 2020 
  Este artigo relativo a armas de fogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.