Arqueologia do Contemporâneo

Arqueologia do Contemporâneo é um campo de pesquisa arqueológica que se concentra no passado mais recente (séculos XX e XXI) e também explora cada vez mais a aplicação do pensamento arqueológico ao mundo contemporâneo. E também chamada de Arqueologia do "Passado Contemporâneo".[1] O uso deste termo no Reino Unido está particularmente associado ao grupo de conferências Contemporary and Historical Archaeology in Theory (CHAT).[2] O campo faz parte da Arqueologia Histórica, ou arqueologia do período moderno. Ao contrário da Etnoarqueologia, a arqueologia do contemporâneo estuda o passado recente e contemporâneo por direito próprio, em vez de desenvolver modelos analíticos que podem informar e serem aplicados aos estudo do passado mais distante.

EnquadramentoEditar

Muitas vezes assentes estudos antropológicos da cultura material, mas caracterizada por dar novos usos aos métodos e práticas arqueológicas tradicionais, a pesquisa neste campo geralmente visa dar uma contribuição arqueológica para estudos científicos sociais mais amplos do mundo contemporâneo, focando especialmente em métodos contributivos de estudo das coisas materiais (objetos, paisagens, edifícios, patrimônio material, etc.) aos estudos sociológicos, geográficos e políticos do mundo moderno. O campo desenvolveu-se especialmente na gestão de patrimônio, por exemplo, por meio do programa "Mudança e Criação" do English Heritage sobre as paisagens do final do século XX[3] Como tal, a Arqueologia do Contemporâneo visa explorar as características de mudança diversa e rápida entre micro e macro escalas usando uma variedade de técnicas investigativas oriundas da Arqueologia convencional e experimental. Como todos os estudos e práticas arqueológicas, a Arqueologia do Contemporâneo usa abordagens de raciocínio indutivo e dedutivo, que podem incluir modelagem arqueológica.[4]

Referências

  1. Buchli, Victor; Lucas, Gavin (4 de janeiro de 2002). Archaeologies of the Contemporary Past. London: Routledge. 208 páginas. ISBN 9781134571383. JSTOR 3527092 
  2. «CHAT ACT: Agency, Action and Advocacy Moesgaard Museum, Aarhus University, Denmark Friday 26 – Sunday 28 October 2018». Contemporary and Historical Archaeology in Theory. Consultado em 13 de novembro de 2018 
  3. Schofield, J. «The Archaeology of the 20th Century». Chartered Institute for Archaeologists. Consultado em 13 de novembro de 2018. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2007 
  4. Clarke, David L. (1972). Models in Archaeology. [S.l.]: Methuen. 1055 páginas