Abrir menu principal

Arquidiocese de Santo André e Edimburgo

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde junho de 2019). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Arquidiocese de Santo André e Edimburgo
Archidiœcesis Sancti Andreæ et Edimburgensis
Catedral Metropolitana de Santa Maria da Assunção de Edimburgo
Localização
País Escócia
Dioceses sufragâneas Aberdeen, Argyll e Ilhas, Dunkeld, Galloway
Estatísticas
População 1 533 000
Área 5 504 km²
Paróquias 113
Sacerdotes 120
Informação
Rito romano
Criação da diocese 13 de outubro de 1653
Elevação a arquidiocese 4 de março de 1878
Catedral Catedral Metropolitana de Santa Maria da Assunção de Edimburgo
Governo da arquidiocese
Arcebispo Leo William Cushley
Jurisdição Sé Metropolitana Primacial
Contatos
Página oficial http://www.archdiocese-edinburgh.com/
dados em catholic-hierarchy.org

A Arquidiocese de Santo André e Edimburgo (Archidiœcesis Sancti Andreæ et Edimburgensis) é uma arquidiocese da Igreja Católica situada em Edimburgo, Escócia. É a Sé Primacial da Escócia. Seu atual arcebispo é Leo William Cushley. Sua é a Catedral Metropolitana de Santa Maria da Assunção de Edimburgo.

Possui 113 paróquias servidas por 120 padres, contando com 7,6% da população jurisdicionada batizada.[1]

Índice

HistóriaEditar

O mosteiro de Saint Andrews foi fundado em meados do século VIII, provavelmente durante o reinado de Óengus I, rei dos pictos. Logo tornou-se sede de um bispo-abade, o mais importante da Escócia. O primeiro bispo conhecido é Fothad.

Em 1300, a diocese incluia cerca de 232 igrejas paroquiais, divididos em dois arquidiaconias e oito diaconias territoriais:

  • arquidiaconia de Saint Andrews, com os decanatos de Angus, Fife, Fothriff, Gowrie e Mearns;
  • arquidiaconia de Lothian, com os decanatos de Haddington, Linlithgow e Merse.

Em 17 de agosto de 1472, a diocese foi elevada à categoria de arquidiocese metropolitana com a bula Triumphans Pastor Aeternus do Papa Sisto IV, com oito dioceses sufragâneas: Aberdeen, Brechin, Caithness, Dunblane, Dunkeld, Moray, Orkney e Ross.

O último arcebispo de Saint Andrews era John Hamilton, que morreu em 1571. Ele foi sucedido por John Douglas que quebrou a comunhão com a Santa Sé e estabeleceu uma série de Bispos da Igreja Episcopal da Escócia. A Arquidiocese de Saint Andrews católica foi suprimida em 1688.

A Prefeitura Apostólica da Escócia foi erigida pelo Papa Inocêncio X em 13 de outubro de 1653. O Papa Inocêncio XII elevou a prefeitura apostólica a vicariato apostólico em 16 março de 1694.

Em 23 de julho de 1727, o Vicariato foi dividido, dando origem ao vicariato apostólico do Distrito das Highlands e para esse público, que assumiu o nome do vicariato apostólico do Distrito da Planície (Lowland District of Scotland).

Em 13 de fevereiro de 1827 com o breve Quanta laetitia do Papa Leão XII foi dividido novamente dando origem ao vicariato apostólico do Distrito Ocidental e para esse público, que mudou seu nome para vicariato apostólico do Distrito Oriental (Eastern District of Scotland).

A arquidiocese foi restaurada com o nome atual em 4 de março de 1878 com a bula Ex supremo Apostolatus do Papa Leão XIII.

PreladosEditar

Prelados antes da ReformaEditar

Prelados após a ReformaEditar

Referências

  1. Catholic Hierarchy
  2. Em 4 de setembro de 1551 foi eleito bispo com direito de sucessão a Gavin Hamilton, morto na prisão em 1570.

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar