Arquidiocese de Toamasina

Arquidiocese de Toamasina
Archidiœcesis Toamasinensis
Localização
País Madagascar
Dioceses sufragâneas Ambatondrazaka, Fenoarivo Atsinanana, Moramanga
Estatísticas
População 1 989 105[1]
Área 23 690 km²
Paróquias 21
Sacerdotes 65
Informação
Rito romano
Criação da diocese 18 de junho de 1935
Elevação a arquidiocese 26 de fevereiro de 2010
Catedral Catedral São José de Toamasina
Governo da arquidiocese
Arcebispo Désiré Tsarahazana
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
dados em catholic-hierarchy.org

A Arquidiocese de Toamasina (Archidiœcesis Toamasinensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica situada em Toamasina, Madagascar. Seu atual arcebispo é Désiré Tsarahazana. Sua é a Catedral São José de Toamasina.

Possui 21 paróquias servidas por 65 padres, contando com 1989105[1] habitantes, com 31,2% da população jurisdicionada batizada.

HistóriaEditar

A prefeitura apostólica de Vatomandry foi eregida em 18 de junho de 1935 pela bula Inter graviores[2] do papa Pio XI, recebendo o território dos vicariatos apostólicos de Fianarantsoa (hoje uma arquidiocese) e de Tananarive (atual arquidiocese de Antananarivo).

Em 25 de maio de 1939 por efeito da bula Ut e sacris do papa Pio XII[3] a prefeitura apostólica foi elevada a vicariato apostólico e assume o nome de vicariato apostólico de Tamatave (nome colonial de Toamasina).

Em 14 de setembro de 1955 o vicariato apostólico foi elevado à diocese pela bula Dum tantis do papa Pio XII[4]. Originalmente era sufragânea da arquidiocese de Tananarive (hoje arquidiocese de Antananarivo).

Em 8 de setembro de 1957, pela carta apostólica Ex quo, o papa Pio XII proclamou São José orago principal da diocese.[5]

Em 11 de dezembro de 1958 passou a fazer parte da província eclesiástica da arquidiocese de Antsiranana.

Em 9 de abril de 1968 cede uma parte do seu território para a ereção da diocese de Mananjary.

Em 31 de janeiro de 1990 assume o nome de diocese de Toamasina.

Em 26 de fevereiro de 2010 é elevada à arquidiocese metropolitana pela bula Spiritali progressioni do papa Bento XVI[6].

PreladosEditar

Referências

  1. a b Catholic Hierarchy
  2. (em latim) Bula Inter graviores, AAS 28 (1936), p. 96
  3. (em latim) Bula Ut e sacris, AAS 31 (1939), p.
  4. (em latim) Bula Dum tantis, AAS 48 (1956), p. 113
  5. (em latim) Carta apostólica Ex quo, AAS 50 (1958), pp. 557-558.
  6. «Bula Spiritali progressioni» (em latim) 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Arquidiocese de Toamasina