Artaxes do Sacastão

 Nota: Para outros significados, veja Artaxes.

Artaxes ou Artaxar (em persa médio: rthštr; romaniz.:Ardašīr; em parta: rthštr, Ardašīr; em grego clássico: Αρταξαρ, Artaxar) foi um oficial sassânida do século III, ativo durante o reinado do Artaxes I (r. 224–242).

Artaxes
Nacionalidade
Império Sassânida
Ocupação Oficial
Religião Zoroastrismo

Vida editar

 
Dracma de Sapor cunhado ca. 240-244

Artaxes era um nobre persa, possivelmente filho do Artaxes I (r. 224–242) e irmão de Sapor I (r. 240–270). Foi citado na inscrição trilíngue Feitos do Divino Sapor escrita ca. 262 por ordens de Sapor e segundo a qual era do Sacastão, uma das províncias mais orientais do Império Sassânida, sob Artaxes I. Segundo a inscrição, estava em quarto lugar na ordem de precedência da corte.[1] Para Vesta Sarkhosh Curtis, seu sucesso foi incompleto. Dada sua posição no tempo de seu pai, Artaxes talvez seria sucessor de seu pai, mas por razões desconhecidas foi Sapor que tornou-se o herdeiro aparente;[2] talvez o próprio Sapor teve seu papel nisso.[3]

Curtis sugeriu que Artaxes e Sapor enalteceram o papel de Pabeco à ascensão dos sassânidas ao poder em detrimento de Sasano por questões propagandísticas; o primeiro por temer que a aristocracia da Pérsia o consideraria como estrangeiro, a julgar pela origem no Sacastão de seu ancestral, e Sapor por pretender apagar a memória do herdeiro aparente Artaxes, por ele eclipsado e que à época era governador na mesma região.[4]

Referências

  1. Ursula 2018.
  2. Curtis 2016, p. 28.
  3. Curtis 2016, p. 29.
  4. Curtis 2016, p. 30-31.

Bibliografia editar

Referências

  • Curtis, Vesta Sarkhosh; Alram, Michael; Daryaee, Touraj; Pendleton, Elizabeth (2016). The Parthian and Early Sasanian Empires: adaptation and expansion. Oxônia e Filadélfia: Oxbow Books