As Cientistas


"As Cientistas - 52 mulheres que mudaram o mundo", em inglês "Women in Science", é uma obra infanto-juvenil de Rachel Ignotofsky, publicada em 2016 pela editora Ten Speed Press nos Estados Unidos, e no Brasil pela Editora Blucher sobre 52 mulheres notáveis nas áreas das Ciências, Tecnologias, Engenharia e Matemática (CTEM), da Antiguidade aos nossos dias e de diversas nacionalidades. O livro esteve muitas semanas na lista de bestsellers do The New York Times,[1][2] tendo sido vendidas cerca de 15.000 cópias até Agosto de 2017.[3]

Women In Science
As Cientistas (PT)
As Cientistas - 50 mulheres que mudaram o mundo (BR)
Capa da edição portuguesa do livro "As Cientistas"
Autor(es) Rachel Ignotofsky
Idioma Inglês
País  Estados Unidos
Gênero Infantojuvenil
Ilustrador Rachel Ignotofsky
Editora Ten Speed Press
Editor Kaitlin Ketchum
Lançamento 26 de Julho de 2016
Páginas 128
ISBN 978-1607749769
Edição portuguesa
Tradução Susana Ferreira
Editora Bertrand
Lançamento Março de 2018
Páginas 136
Edição brasileira
Editora Blucher
Lançamento 2017
Páginas 128
ISBN 9788521211723

A obra proporciona uma versão mais humana do próprio mundo da Ciência.[4] As ilustrações permitem recrear a ambiência e a personalidade das mulheres retratadas[5].

O prefácio à edição portuguesa dá conta da relevância da tradução e adaptação dada ao prelo pela Bertrand, em 2018, que conta com o apoio da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) pois inscreve-se na missão e valores defendidos pela CIG e «Para ultrapassar os limites impostos por este projecto editorial, que obrigavam à selecção de apenas duas cientistas portuguesas, contámos com o precioso contributo da Associação Portuguesa de Mulheres Cientistas (AMONET)[6]».

A versão em língua portuguesa conta com duas cientistas portuguesas, Branca Edmée Marques e Elvira Fortunato, para além das restantes cinquenta presentes na edição original[7]. Ada Lovelace, Wang Zhenyi e Hertha Marks Ayrton são algumas das cientistas retratadas na obra, agora disponível em português[8].

Referências

  1. Chassebi, Lauren. «Move over, Hermione Granger – now girls have real-life heroines to read about | Lauren Chassebi». the Guardian. Consultado em 8 de Março de 2018 
  2. Russo, Maria (19 Janeiro 2017). «Children's Books Live Illustration». nytimes.com. Consultado em 8 de Março de 2018 
  3. Flood, Alison. «Read like a girl: how children's books of female stories are booming». the Guardian. Consultado em 8 de Março de 2018 
  4. «Science is fun at your Abilene library». Abilene Reporter-News. Consultado em 8 de Março de 2018 
  5. «As cientistas». 2017. Consultado em 9 de Março de 2017 
  6. Ignotofsky As Cientistas - 52 Mulheres Intrépidas que mudaram o mundo, Bertrand. ISBN 978-972-25-3515-1, Rachel (2017). As Cientistas - 52 Mulheres Intrépidas que mudaram o mundo. Lisboa: Bertrand. 8 páginas 
  7. «Em Março, pela Bertrand Editora: As Cientistas, de Rachel Ignotofsky (Apresentação dia 6 de Março)». BRAN <br>MORRIGHAN. Consultado em 8 de Março de 2018 
  8. Flor, Aline. «Livros. "As Cientistas" que deram a volta aos "nãos" que a história lhes impôs». PÚBLICO 

BibliografiaEditar

  • IGNOTOFSKY, Rachel (2018). As Cientistas - 52 Mulheres Intrépidas que mudaram o mundo, Bertrand. ISBN 978-972-25-3515-1.