Aslan Abashidze

Aslan Abashidze
Nascimento 20 de julho de 1938 (82 anos)
Batumi
Cidadania União Soviética, Geórgia
Alma mater Universidade Estatal de Tbilisi
Ocupação político
Prêmios Ordem da Insígnia de Honra, Ordem da Amizade dos Povos, Ordem Soberana e Militar de Malta

Aslan Abashidze (em georgiano: ასლან აბაშიძე) (nascido em Batumi, 20 de Julho de 1938) foi o líder da República Autônoma da Adjara, no oeste da Geórgia, de 1991 a 5 de maio de 2004. Renunciou sob pressão do governo da Geórgia central e oposição maciça de manifestações durante a Crise na Adjara de 2004 e, desde então, vive em Moscou, Rússia. Em 22 de janeiro de 2007, o tribunal da cidade de Batumi o considerou culpado de utilização abusiva do cargo e desvio de 98,2 milhões de lari de recursos do Estado, e o condenou a uma pena de 15 anos de prisão à revelia. Além disso, enfrenta uma acusação de assassinato de sua ex-deputada, Nodar Imnadze, em 1991.[1]

Referências

  1. Ex-Adjarian Leader Sentenced to Prison in Absentia. Civil Georgia. 22 de janeiro de 2007.

Ligações externasEditar