Associação Brasileira de Preservação Ferroviária

A Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) é uma associação para a divulgação histórica das ferrovias do Brasil cuja sede nacional é localizada em Campinas.

ABPF Regional Sul de Minas (ou Regional Cruzeiro-SP), Trem da Serra da Mantiqueira

Foi fundada em 1977 quando o francês Patrick Henri Ferdinand Dollinger reuniu interessados em preservação de locomotivas a vapor e pela divulgação da história das ferrovias no Brasil.[1]

Estação Anhumas - sede nacional da ABPF - Locomotiva 210 oriunda da Rede Mineira de Viação - RMV

O processo de criação da ABPF, da concepção à efetivação, durou de 1966, quando Patrick chegou ao Brasil, até 4 de setembro de 1977, quando foi possível realizar a assembleia de fundação da Associação. A ABPF teve papel fundamental na preservação do trecho remanescente da linha da "bitolinha" que liga as cidades históricas de São João del-Rei e Tiradentes no início dos anos 80. Naquela época chegou a ser cogitada a criação da Regional Oeste de Minas, ideia que se concretizou somente com a criação de um núcleo de estudos no local[2].

A ABPF é composta de uma Diretoria Nacional, Regionais e Núcleos espalhados pelo país.

Regionais e NúcleosEditar

A ABPF é composta por diversos núcleos regionais, a fim de melhor administrar seus trechos e cumprir seu objetivo de preservação ferroviária[3]:

Trens em OperaçãoEditar

Os seguintes trechos ferroviários encontram-se em operação turística, chamados pela ABPF de "Museus Dinâmicos"[4]:

GaleriaEditar

 
.


Referências

  1. Associação Brasileira de Preservação Ferroviária. «ABPF - Quem somos». Consultado em 27 de julho de 2010 
  2. «História do NEOM». Consultado em 16 de novembro de 2020 
  3. «Regionais e Núcleos – Associação Brasileira de Preservação Ferroviária». Consultado em 16 de novembro de 2020 
  4. «Passeios de Trem e Museus – Associação Brasileira de Preservação Ferroviária». Consultado em 16 de novembro de 2020 

Ligações externasEditar