Atanásio II de Antioquia

Disambig grey.svg Nota: Para o patriarca de Alexandria de mesmo nome, veja Atanásio II de Alexandria.

Atanásio II de Antioquia, também chamado de Atanásio de Balad, foi o patriarca ortodoxo siríaco de Antioquia entre 683 e 686 d.C.

Atanásio II de Antioquia
Nascimento 634
Balad
Morte 11 de setembro de 686
Antioquia
Ocupação sacerdote, filósofo, teólogo, tradutor
Lealdade Igreja Ortodoxa Síria
Religião cristianismo ortodoxo

Vida e obrasEditar

Durante o seu patriarcado, Antioquia era governada pela casa de Marwan, um ramo dos Omíadas, que, na época, lutava para se manter viva durante a Segunda Guerra Civil. Atanásio alertou a sua comunidade contra os perigos das "práticas pagãs", muitas delas também condenadas pelo Corão (como em 5:3: "Estão-vos vedados: a carniça, o sangue, a carne de suíno e tudo o que tenha sido sacrificado com a invocação de outro nome que não seja o de Deus; os animais estrangulados, os vitimados a golpes, os mortos por causa de uma queda, ou chifrados, os abatidos por feras, salvo se conseguirdes sacrificá-los ritualmente; o (animal) que tenha sido sacrificado nos altares. Também vos está vedado fazer adivinhações com setas, porque isso é uma profanação.")[1].

Precedido por
Severo II
 
Patriarca Ortodoxo Siríaco de Antioquia

683-686
Sucedido por
Juliano II

Referências

  1. Atanásio de Balad, "Epístola", 128-129: "que eles devem se distanciar da fornicação, do que é estrangulado e do sangue, e dos alimentos sacrificados nos altares pagãos, sob pena de serem associados dos demônios e de sua mesa imunda")

BibliografiaEditar

  • Robert G Hoyland, Seeing Islam as Others Saw It, Darwin Press, 1998, p. 148