Abrir menu principal

Wikipédia β

Atentado de Nova York em 2017

atropelamento de pessoas

Em 31 de outubro de 2017, Sayfullo Habibullaevich Saipov, um uzbeque de 29 anos, jogou uma caminhonete alugada contra ciclistas e corredores por cerca de 1,6 km da ciclovia do Parque do Rio Hudson, em Lower Manhattan, Nova York, Estados Unidos.

Atentado de Nova York em 2017
Caminhonete usada no ataque
Local Estados Unidos Nova Iorque, NY
Data 31 de outubro de 2017 (0 mês)
Tipo de ataque Terrorismo islâmico inspirado pelo ISIS
Mortes 8
Feridos 12 (incluindo o agressor)
Responsável(is) Sayfullo Habibullaevich Saipov
Participante(s) 1

O ataque com veículo matou oito pessoas (cinco argentinos, dois estadunidenses e uma belga) e feriu outras 12 pessoas. Depois de bater a caminhonete em um ônibus escolar, o motorista saiu, aparentemente empunhando duas armas (mais tarde descobriu-se que era uma paintball e uma arma de ar comprimido). Ele foi baleado no abdômen por um policial e foi preso em seguida.[1] Uma bandeira e um documento indicando lealdade ao grupo terrorista do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIL) foram encontrados no caminhão.[2]

O FBI acusou Saipov, que havia imigrado para os Estados Unidos do Uzbequistão em 2010, com múltiplas acusações, como assassinato, destruição de um veículo a motor e apoio material para uma organização terrorista.[3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. DelReal, Jose A.; Kilgannon, Corey (31 de outubro de 2017). «A Mangled School Bus, Bodies Everywhere; 'It Was Surreal'». The New York Times. Consultado em 1 de novembro de 2017 
  2. Buncombe, Andrew (2 de novembro de 2017). «New York attacker had note in car declaring 'Islamic State will endure forever' in Arabic». The Independent. Consultado em 2 de novembro de 2017 
  3. Chavez, Nicole; Yan, Holly; Levenson, Eric. «New York attack: Terror suspect planned killings for weeks, police say». CNN 

Ligações externasEditar