Atividade física

exercícios corporais

Atividade física é qualquer movimento voluntário produzido pela musculatura que resulte num gasto de energia acima do nível de repouso. Exemplos:, passear com o cachorro, dançar, entre outros.

A corrida é uma ótima atividade física.
Natação é importante para alguns problemas respiratórios.

Podemos acrescentar que é também qualquer esforço muscular pré determinado, destinado a executar uma tarefa, seja ela um "piscar dos olhos", um deslocamento dos pés, e até um movimento complexo de longa duração em alguma competição esportiva.

Recomendações de atividades físicaEditar

A Organização Mundial da Saúde (OMS) (2010), apresenta diferentes recomendações para a prática de atividade física, de acordo com cada faixa etária.

- Para as crianças e adolescentes com idades compreendidas entre os 5 e os 17 anos as recomendações passam por, pelo menos, 60 minutos diários de atividade física moderada a vigorosa. A maioria desta atividade deverá ser aeróbica, no entanto, pelo menos 3 vezes por semana, deverão ser realizados exercícios que fortaleçam o músculo e o osso.

- As pessoas com idades compreendidas entre os 18 e os 64 anos devem realizar, pelo menos 150 minutos de atividade física aeróbica a uma intensidade moderada ou 75 minutos de atividade aeróbica a uma intensidade vigorosa. As atividades aeróbicas deverão ser realizadas em períodos mínimos de 10 minutos. Exercícios de fortalecimento muscular devem ser realizados pelo menos 2 vezes por semana.

Preditores de níveis de atividade físicaEditar

Estudos mostraram que, à medida que a disponibilidade de ambientes naturais (por exemplo, parques, florestas, águas interiores, costas) aumenta, mais atividades físicas de lazer, como caminhada e ciclismo, são relatadas.[1] Constatou-se que as condições meteorológicas predizem a atividade física de forma diferente em diferentes tipos de ambiente. Por exemplo, em um grande estudo populacional na Inglaterra, temperaturas do ar mais altas e velocidades de vento mais baixas foram associadas ao aumento da atividade física.[2]

Globalmente, em 2016, de acordo com uma análise conjunta de 298 pesquisas de base populacional, cerca de 81% dos alunos de 11 a 17 anos eram insuficientemente ativos fisicamente.[3] A região com a maior prevalência de atividade insuficiente em 2016 foi a Ásia-Pacífico de alta renda.[3]

Importância de atividade físicaEditar

Redução do estresse. A atividade física é altamente benéfica na redução do estresse; Tratamento eficaz para depressão e ansiedade; Pressão arterial sob controle; Memória em forma; Melhora da qualidade do sono; Níveis de energia a mil; Mais autoconfiança.

Referências

  1. Elliott, Lewis; White, Mathew; Taylor, Adrian; Herbert, Stephen (2015). «Energy expenditure on recreational visits to different natural environments». Social Science and Medicine. 139: 53–60. PMID 26151390. doi:10.1016/j.socscimed.2015.06.038  
  2. «he effects of meteorological conditions and daylight on nature-based recreational physical activity». 17 de maio de 2019 
  3. a b Guthold, Regina; Stevens, Gretchen A.; Riley, Leanne M.; Bull, Fiona C. (21 de novembro de 2019). «Global trends in insufficient physical activity among adolescents: a pooled analysis of 298 population-based surveys with 1·6 million participants». The Lancet Child & Adolescent Health (em inglês). 4 (1): 23–35. ISSN 2352-4642. PMC 6919336 . PMID 31761562. doi:10.1016/S2352-4642(19)30323-2 

Ligações externasEditar