Abrir menu principal

Wikipédia β

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Ativo (desambiguação).
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde setembro de 2010). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Em contabilidade, ativo é um termo básico utilizado para expressar os bens, valores, créditos, direitos e assemelhados que, num determinado momento, formam o patrimônio de uma pessoa singular ou coletiva e que são avaliados pelos respectivos custos.[1]

Índice

História da definiçãoEditar

Durante muito tempo, os bens do ativo foram definidos como aqueles sobre os quais a entidade detivesse o direito de propriedade (escola personalística da contabilidade).

Com o advento da corrente patrimonialista, qualquer bem que seja utilizado economicamente pela entidade passou a figurar no ativo.

Para aqueles bens cuja propriedade não é exatamente da entidade mas estão fazendo parte dos seus ativos, a sua contrapartida figurará no passivo (obrigações), que, geralmente, são "bens" numerários.

Na contabilidade pública brasileira, há grande quantidade de contas de compensação que figuram em ativos para fins de controle e análise, ou seja, independem das relações jurídicas e ecônomicas diretas com um determinado bem.

Tipos de ativos do balanço patrimonial[2]Editar

O balanço é um documento essencial para a análise financeira. O balanço tem de respeitar a equação fundamental da contabilidade financeira:

Ativo = Passivo + Capital próprio[2]

De acordo com contabilidade financeira, na categoria ativo do balanço patrimonial, as contas contábeis devem estar dispostas em ordem decrescente de grau de liquidez dos elementos nela registrados e divididas em dois grupos principais: ativo não circulante e ativo circulante.

Ativo circulanteEditar

  • Estoques
    • Exemplos: matéria-prima, produtos em elaboração, produtos acabados e mercadorias para revenda.
  • Dívidas de terceiros de curto prazo
    • Exemplos: dívidas de clientes, títulos a receber de clientes, dívidas de cobrança duvidosa de clientes, dívidas do estado e outros entes públicos.
  • Depósitos bancários e caixa
    • Exemplos: depósitos bancários, dinheiro em caixa.
  • Acréscimos e diferimentos

Ativo não circulanteEditar

  • Imobilizado incorpóreo (ativo intangível)
    • Exemplo: marcas, patentes, softwares.
  • Imobilizado corpóreo (ativo fixo ou imobilizado)
    • Exemplos: terrenos e recursos naturais, edifícios e outras construções, equipamentos, ferramentas.
  • Investimentos financeiros (ativo financeiro)
    • Exemplos: partes de capital em empresas do grupo, títulos e outras aplicações financeiras (ver Ativo financeiro).
  • Dívidas de terceiros de longo prazo
    • Exemplos: dívidas de clientes, títulos a receber de clientes, dívidas de cobrança duvidosa de clientes, dívidas do estado e outros entes públicos.

Ativo financeiroEditar

Assim são denominados os chamados "Ativos de Papel", negociados primordialmente nos mercados financeiros, como por ex.:

Ativos fixosEditar

Também conhecido como PPE (propriedade, planta [instalação] e equipamento), estes são comprados para uso continuado e a longo prazo na obtenção de lucro em uma empresa. Este grupo inclui como um ativo terra, edifícios, máquinas, móveis, ferramentas, equipamentos de TI, como, por exemplo, laptops, e certos recursos de consumo, como, por exemplo, madeira e minerais. Eles são gastos diante dos lucros ao longo de sua vida útil por meio dos custos de depreciação (com exceção dos ativos de terras). A depreciação acumulada é mostrada em face ao balanço patrimonial ou das notas. Um ativo é um fator importante em um balanço patrimonial.

Há também os chamados ativos de capital em contabilidade gerencial.

Ativos intangíveisEditar

Ativos intangíveis não possuem substância física e normalmente são muito difíceis de avaliar. Eles incluem patentes, direitos autorais, franquias, juro, marcas registradas, nomes comerciais etc. Estes ativos são (de acordo com o US GAAP) amortizados para despesas de 5 a 40 anos com a exceção de juro.

Websites são tratados diferentemente em países diferentes e podem se enquadrar em ativos tangíveis ou intangíveis.

Ativos tangíveisEditar

Ativos tangíveis são aqueles que possuem uma substância física, como moedas, edifícios, imóveis, veículos, inventários, equipamentos, coleções de arte, metais preciosos, metais das terras raras, metais industriais e culturas.

A depreciação é aplicada a ativos tangíveis quando esses ativos possuem uma expectativa de vida útil superior a um ano. Este processo de depreciação é usado em vez de alocar a despesa inteira para um ano.

Os ativos tangíveis como arte, mobiliário, selos, ouro, vinho, brinquedos e livros tornaram-se reconhecidos como uma classe de ativos por direito próprio e muitas pessoas de alto patrimônio líquido procurarão incluir esses ativos tangíveis como parte de seus portfólio global de ativos. Isso criou uma necessidade de gerentes de ativos tangíveis.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Fulgencio, Paulo Cesar (2007). Glossário Vade Mecum: administração pública, ciências contábeis, direito, economia, meio ambiente. Mauad Editora Ltda., ISBN 978-85-7478-218-8, p.64
  2. a b Martins, António (2004). Introdução à Análise Financeira de Empresas, 2ª-edição, Vida Económica, ISBN 972-788-124-6, p.26-28

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre contabilidade é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.